Quando a ansiedade impede o sucesso

ansiedade_sucessoAs situações de avaliação têm representado uma fonte de ansiedade na nossa sociedade, orientada para os resultados. Esta ansiedade pode surgir pelo aumento das exigências sociais, académicas e de desempenho a que estamos frequentemente expostos, sendo a avaliação do desempenho muitas vezes determinante para o acesso a determinadas oportunidades educacionais e profissionais.

Todos nós sabemos o que é sentir um certo nível de ansiedade quando temos de desempenhar uma tarefa importante ou vamos ser avaliados. Em algum momento das nossas vidas já a experimentamos, quer na escola como na vida profissional. Queremos desempenhar bem as tarefas e ter bons resultados e essa ansiedade pode funcionar como uma espécie de gatilho para darmos o melhor de nós. Mas, pode ter o efeito contrário quando cobramos de nós mesmos um comportamento exemplar, irrepreensível, um desempenho perfeito, sem falhas. Na verdade, as pessoas com ansiedade de desempenho ou performance têm expetativas elevadas acerca do desempenho, qualquer falha, por mais pequena que seja, é percecionada como fracasso. Assim, a ansiedade começa a prejudicar o funcionamento social e ocupacional, podendo comprometer significativamente o desempenho académico e profissional.

Determinadas experiências que tivemos, frequentemente na infância, contribuem para o desenvolvimento da ansiedade de performance. As críticas que sofremos ou o ser visto como pouco competente são cruciais para a aprendizagem e internalização de um padrão de exigência elevada no desempenho que leva à autocrítica, sempre que este não é atingido. O principal medo é o da avaliação negativa por parte dos outros, que camufla um medo de ser rejeitado se não cumprir com esses padrões elevados de desempenho.

O aumento da ansiedade é acompanhado por um aumento do autofoco e monotorização do corpo, bem como a repetição de afirmações negativas para si mesmas. Ao mesmo tempo, é invadido por memórias de experiências anteriores traumáticas, o que cria um ciclo vicioso que aumenta a ansiedade. O foco no nosso interior não permite dirigir a nossa atenção para o exterior, ou seja, para a tarefa o que, muitas vezes, constitui um obstáculo para o sucesso que poderíamos atingir e para o qual temos potencial.

Pode aprender a gerir a ansiedade e evitar os seus efeitos negativos no desempenho de qualquer tarefa ou atividade profissional, começando por seguir os seguintes passos:

  • Prepare-se bem. Se, por exemplo, tiver de fazer uma apresentação estude bem os conteúdos, procure conhecer o tipo de audiência que vai ter para ajustar a sua apresentação, pratique.
  • Utilize o anúncio paradoxal, que consiste em informar a audiência de que está ansioso, recorrendo ao humor, isto vai ajudar a libertar a tensão.
  • Aprenda a lidar com a crítica. Quando lhe é dirigida uma critica construtiva, aceite-a e tente perceber se lhe é útil implementar algumas mudanças sugeridas. Por outro lado quando recebe uma critica destrutiva, evite personalizá-la.
  • Aprenda a lidar com o elogio. As pessoas com padrões elevados de desempenho têm tendência para procurar sempre alguma falha no seu trabalho. Aceite que teve um bom desempenho e aprenda a agradecer os aspetos positivos.
  • Lembre-se de que a perfeição é uma caraterística divina.
Partilhar
Comments ( 0 )

    Deixe o seu comentário

    Seu endereço de email não será publicado . Campos obrigatórios são marcados *

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.