Ataques de pânico – “Vitória após vitória, hei-de conseguir!”

“Há cerca de 4 anos comecei a não me sentir muito bem em espaços fechados. Tudo o que não tivesse uma saída fácil criava desconforto. Recordo-me de um anexo da minha anterior casa que apenas tinha a porta e uma janela onde eu não passava. E se alguém me fechasse a porta? Então, eu fiz uma chave e arranjei um sítio para a chave, que só eu sabia que estava lá. Com o passar do tempo apareceram os ataques de pânico e, já não era só o anexo que me preocupava. Comboio, metro, elevadores, basicamente tudo o que fosse de difícil saída. Até que cheguei ao ponto de entrar em pânico no trânsito, em sítios que antes adorava e agora me provocavam medo, de nevoeiro denso, de uma simples ida ao shopping de sempre.

 

Foi então que decidi que precisava de ajuda. Por mim, pela minha esposa, mas principalmente pelo meu filho. Conheci a PSIC numa pesquisa online e decidi que era aqui que podia estar a solução. Eu pensava que depois de fazer o tratamento aconselhado nunca mais me ia lembrar que tinha os problemas, mas com o passar das sessões fui percebendo que não ia ser assim, tinha que ser eu a primeira pessoa a ajudar-me. Não sei se voltarei a passar o que passei, mas sinto-me muito mais confiante em relação ao futuro, mais calmo e principalmente ensinaram-me as técnicas e deram-me as ferramentas necessárias para ultrapassar tudo isto. Ainda não tentei entrar no metro, mas tenho-me controlado no trânsito, tenho ido ao shopping com a família e apesar de me lembrar do que passei, as coisas têm corrido bem. Vitória após vitória, hei-de conseguir!”

 

O Rui realizou um tratamento intensivo, personalizado e orientado para as suas dificuldades. Através de técnicas combinadas (hipnose, terapias psicossensoriais e de biofeedback), aprendeu estratégias para lidar com os ataques de pânico e as suas fobias, os sintomas desapareceram e retomou a sua vida.  O Rui é o exemplo de que adiar o pedido de ajuda e prolongar o sofrimento é restringir a liberdade.

 

Se esta história lhe é familiar, é hora de procurar ajuda.

Se quiser saber mais sobre Como surge um Ataque de Pânico?  consulte este artigo ou descubra o nosso método aqui.

 

O bem-estar mental é um direito que deve estar ao alcance financeiro de todos. Se é estudante, está desempregado ou numa situação económica fragilizada, saiba como usufruir de preços ajustados à sua realidade em psic.com.pt/prosocial

Jatir Schmitt – Psicóloga Clínica e Hipnoterapeuta

psic-equipa-jatirschmitt

Partilhar
Comments ( 0 )

    Deixe o seu comentário

    Seu endereço de email não será publicado . Campos obrigatórios são marcados *

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.