Depressão ou apenas tristeza?

A tristeza e a depressão são frequentemente associados e confundidos. Mas afinal, qual é a diferença? Conhece os sintomas que distinguem a tristeza da depressão?

Tristeza

  • Este sentimento tem uma causa, algum acontecimento inesperado, uma perda, etc.;
  • É um sofrimento menos intenso;
  • Com o tempo vai diminuindo de intensidade e frequência;
  • É uma reação típica do ser humano;
  • Não causa limitações graves funcionais;
  • Reage perante estímulos positivos.

Depressão

  • É uma doença que pode ter uma causa genética, traumática, situacional ou aprendida;
  • Caracterizada pelo sofrimento intenso;
  • É uma patologia que necessita de acompanhamento de profissionais da saúde;
  • Causa implicações no dia-a-dia, nomeadamente agitação ou retardo psicomotor;
  • Necessita de tratamento urgente, pois a tendência é o agravar dos sintomas;
  • Não reage perante estímulos positivos;
  • Dificuldade de pensar e de se concentrar;
  • Pensamentos negativos sobre si mesmo, o mundo e o futuro;
  • Diminuição da líbido;
  • Perda de energia ou fadiga;
  • Diminuição ou aumento do apetite;
  • Alteração do sono.

Todos nós vivenciamos momentos de tristeza e todos os encaramos de forma diferente. Porém, quando estes momentos de tristeza se tornam intensos e prolongados, podem prejudicar a nossa vida pessoal, social, familiar e profissional.

Se sente que estes sintomas já perduram há algum tempo e cada vez se tornam mais intensos, interferindo com o seu bem-estar e com o seu dia-a-dia, a PSIC pode ajudar a superar o seu sofrimento. Contacte-nos para marcar uma consulta informativa gratuita.. As nossas consultas podem ser presenciais ou à distância (online).

Saiba mais sobre como podemos ajudar no tratamento da depressão aqui.

O que deve saber sobre a compulsão alimentar

A compulsão alimentar é caracterizada como um desequilíbrio e/ou descontrolo alimentar excessivo. Geralmente ocorre em situações de maior stress e ansiedade, causando uma vontade incontrolável de comer. Este problema pode surgir em qualquer idade e em qualquer género, pode igualmente provocar consequências graves na saúde, tais como obesidade, diabetes, impotência sexual, distúrbios hormonais, entre muitos outros problemas que necessitam da atenção terapêutica cuidada.

Conhece as principais causas da compulsão alimentar? Estas são as 3 causas mais frequentes da compulsão alimentar:

  • Ansiedade
    Quando estamos mais ansiosos, tendemos a comer de forma mais rápida, perdendo a consciência da quantidade de alimentos ingeridos, acabando por comer em excesso, mesmo após nos sentirmos saciados.
  • Baixa Autoestima
    Quando temos dificuldade em nos autovalorizarmos, em gostar de nós próprios, da nossa imagem física e capacidade intelectual, tendemos a criar um desequilíbrio neurológico, hormonal e físico, refletindo-se principalmente nos hábitos alimentares.
  • Outros distúrbios associados
    A compulsão alimentar é sempre um sinal de alerta. Surge regularmente associada a várias disfunções psicológicas nomeadamente fobias, medos, depressão e outros sentimentos negativos. É uma forma encontrada para colmatar as emoções negativas, procurando na comida uma recompensa, que alivia nesses momentos de maior sofrimento emocional.

Se está a passar por uma situação, em que a sua alimentação está a condicionar um desequilíbrio na sua vida é o momento de tomar uma decisão pela sua saúde! Procure um acompanhamento terapêutico, para, com a ajuda profissional, eliminar a compulsão alimentar. Contacte-nos para marcar uma consulta informativa gratuita. ou consulte o nosso site para mais informações relativas ao excesso de peso. As nossas consultas podem ser presenciais ou à distância (online).

Testemunho – “Perdi 23 kg e parei com a compulsão da comida!”
“Eu já conhecia o trabalho da Jatir. O que me levou a procurar a clinica porque a ansiedade voltou. Há cerca de 6 anos a Jatir já trabalhou comigo numa fase, talvez a mais dolorosa, da minha vida. Cheguei à Jatir completamente descompensada e sem Norte. Quando terminei o tratamento… Saí como se tivesse nascido de novo, levei ferramentas que me ajudaram a atingir objetivos e sonhos que tenho ambicionava, tais como: Perdi 23kg; fiquei super elegante; fui para a faculdade, que hoje estou no fim do curso, faltam 4 meses! Mas em 6 anos muito aconteceu e a Ansiedade voltou pois eu voltei a desleixar-me comigo. Voltei a comer compulsivamente e a ficar muito irritada com tudo e todos, enfim fiquei com a alma doente.
Voltei a pedir ajuda a Jatir que com a metodologia que ela usa e outras novas ferramentas orientou-me mais uma vez para o meu caminho para o “Eu”. O “DOS” foi diferente neste processo. Muito melhor, mais intenso. Levo comigo mais ferramentas para orientar a minha Alma e o meu corpo para a Luz. De imediato, já parei com a compulsão da comida, a ansiedade já diminuiu e estou mais serena, mas eu sei que ainda vou ficar melhor pois vou aplicar os conhecimentos da Jatir.
Aprender a Amar a Vida, começando por nos amarmos a nós mesmos.
Obrigado Jatir! Obrigado! Obrigado!”

Benedita Figueiredo (nome fictício)

12 sinais de que sofre de fadiga crónica

A síndrome da fadiga crónica é uma doença que se carateriza pelo contínuo e quase sempre inexplicável cansaço físico e/ou mental, podendo interferir com a sua saúde e bem-estar.

Estes são os 12 sinais mais frequentes de fadiga crónica:

  • Perda de memória ou de concentração frequentes
  • Dor muscular inexplicável
  • Dificuldade em ter uma noite tranquila de sono
  • Exaustão extrema que dura mais de 24 horas
  • Intolerância a ambientes demasiado quentes ou frios
  • Dor de cabeça e/o enxaquecas constantes e intensas
  • Intolerância ao movimento quando faz exercício físico
  • Pensamentos confusos
  • Sinais de depressão
  • Fragilidade emocional
  • Stress
  • Dificuldade em realizar pequenas tarefas comuns do dia-a-dia

Se se identifica com alguns destes sintomas, vivenciando-os diariamente, sem motivo aparente, deve procurar ajuda com urgência.

A clínica PSIC pode ajudá-lo a combater estes sintomas, muitas vezes associados à depressão, ansiedade, stress e tristeza. Contacte-nos para uma consulta informativa gratuita. As nossas consultas podem ser presenciais ou à distância (online).

Frequentemente associado à síndrome da fadiga crónica: