Porque é que as emoções podem estar a desgastar o seu fígado

O fígado tem múltiplas funções, estando associado, entre outras, ao armazenamento e produção de energia, à desintoxicação das toxinas no nosso organismo. Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, o fígado é responsável por garantir o livre fluxo de energia no nosso corpo. Assim, quando a energia do fígado está bloqueada, todos os outros órgãos serão afetados por este desequilíbrio.

 

Este órgão é particularmente vulnerável à raiva, ira, irritação, indignação, frustração e ressentimento. Habitualmente, a repressão das emoções sobretudo da raiva, provoca o bloqueio da energia do fígado, conduzindo à quebra do fluxo natural de energia e à acumulação de toxinas e, consequentemente, origina a doença. O fígado desempenha, portanto, um papel fundamental no correto funcionamento dos outros órgãos e na regulação das nossas emoções, uma vez que a oscilação no fluxo de energia também provoca oscilações de humor.

 

Se quer prevenir problemas de fígado não reprima as suas emoções. Estas emoções reprimidas desgastam, descontrolam, destroem e impedem que o seu organismo funcione em pleno.

 

E se as emoções reprimidas podem prejudicar o seu fígado, descubra o que podem estar a fazer aos seus rins no nosso artigo Pode ser esta a causa para os seus problemas de rins.

O bem-estar mental é um direito que deve estar ao alcance financeiro de todos. Se é estudante, está desempregado ou numa situação económica fragilizada, saiba como usufruir de preços ajustados à sua realidade em psic.com.pt/prosocial

Jatir Schmitt- Psicóloga Clínica e Hipnoterapeuta

9 razões para o seu filho brincar (ainda) mais

Brincar é um ato natural do ser humano, é a forma que a criança tem de conhecer o mundo. É essencial para o seu desenvolvimento cognitivo e emocional, estimula a concentração e atenção. A criança comunica consigo mesmo e com a sociedade que a rodeia, explorando através do lúdico.

É importante que os adultos estimulem os jogos e brincadeiras, seja em casa ou no meio escolar. A brincadeira leva à criatividade, à fantasia e imaginação, moldando assim a forma de percecionar da criança, preparando-a para a vida adulta, dependente do meio que vive.

O que acontece quando o brincar faz parte da rotina da criança:

  1. A criança é mais otimista e cooperativa
  2. Melhora a autoestima
  3. Tem respeito pelos outros
  4. É mais resiliente
  5. Detém uma consciência corporal
  6. Expressa mais facilmente as suas emoções
  7. Compreende e respeita regras e limites
  8. É mais ativa e faz exercício físico
  9. É mais feliz

Quando a criança brinca desenvolve a sua própria identidade – o seu próprio EU.

PS: E porque depois da brincadeira, é importante relaxar, leia também o nosso artigo Como relaxar com os seus filhos (e ensiná-los a relaxar)?

 

O bem-estar mental é um direito que deve estar ao alcance financeiro de todos. Se é estudante, está desempregado ou numa situação económica fragilizada, saiba como usufruir de preços ajustados à sua realidade em psic.com.pt/prosocial

Ana Macedo – Psicóloga Clínica

A Psicologia pode ajudar na luta contra o cancro

O diagnóstico de uma doença oncológica é sempre um momento muito difícil que afeta a estabilidade emocional, quer da pessoa quer dos familiares e amigos mais próximos. Devido ao choque, sofrimento e mudanças que esta doença implica, o apoio psicológico assume uma extrema importância – descrita pelo  artigo publicado no Diário de Notícias “Psicologia também é arma contra o cancro”.

O bem-estar psicológico é fundamental para o sucesso dos tratamentos oncológicos. O acompanhamento por psicólogos clínicos especializados ajuda o paciente a:

1 – Aceitar a doença

2 – Ter esperança e otimismo

3 – Encontrar um sentido para a sua vida

4 – Procurar o apoio dos familiares e amigos

5 – Orientar os familiares e amigos que podem beneficiar de um apoio psicológico para eles próprios.

 

Se está a atravessar uma situação de doença oncológica, como paciente ou como familiar ou amigo de um paciente, contacte-nos para mais informação sobre ajuda psicológica especializada.

O bem-estar mental é um direito que deve estar ao alcance financeiro de todos. Se é estudante, está desempregado ou numa situação económica fragilizada, saiba como usufruir de preços ajustados à sua realidade em psic.com.pt/prosocial

Carla Santos- Psicóloga Clínica