Testemunhos

testemunhos
Slider

Consulta Informativa Gratuita

Marque já!

Testemunhos

Confira o testemunho dos nossos pacientes que deram o primeiro passo em direcção a uma nova vida.

“Depois de ter feito o tratamento consegui sorrir e rir outra vez. Era uma coisa que já não fazia algum tempo. Possui-a uma tristeza muito grande diária. Agora vejo o “ céu mais azul” e consegui perceber que isso depende muito de nós. Da forma como encaramos as coisas, como olhamos para elas e nos posicionamos. Ser mais “eu” todos os dias é que quero e vou conseguir! Obrigado!” Alexandra Couto 
“Decidi procurar ajuda porque me sentia sem energia e com pouca motivação para as coisas do dia-a-dia. Esperava que o programa de tratamento me ajudasse a ser uma pessoa mais feliz e satisfeita com a vida. Durante o tratamento com o DOS e com o acompanhamento da Dra Jatir senti que a minha vida ganhou nova energia e aprendi a lidar com os medos que até então tentava não trazer à luz do dia. O tratamento permitiu-me tomar consciência dos meus medos e dessa forma, através de técnicas que aprendi, poder trabalhá-los de forma a que passem a fazer a pessoa que sou sem me bloquearem e limitarem a minha vida. Aconselho a quem precisa de reencontrar que procure a ajuda da Dra Jatir, que nos guia no conhecimento de nós próprios e nos dá ferramentas para que nos tornemos autónomos na busca de bem-estar.” M.P. 
“Tenho 69 anos, com problemas de tensão alta, diabetes tipo 2 e descobri agora que estou com insuficiência renal. Procurei ajuda nesta clínica, na expetativa de melhorar dos meus achaques. Esperava melhorar dos meus problemas de saúde, mas ainda faltam os diagnósticos dos médicos, uma vez que estas doenças estão um pouco escondidas. Mas, melhorei a minha auto estima, o meu lado emocional que andava sempre em baixo, durmo melhor, estou com mais preguiça para sair da cama pela manhã e aprendi a dizer não. Aconselho a qualquer pessoa que precise de ajuda que faça este tratamento porque só quem passa por ele é que sabe o quanto é bom.” Dulce Rodrigues 
“Eu tinha vários problemas de insegurança, baixa autoestima e dificuldade em tomar decisões que me provocavam stress, o que por sua vez me provocava desequilíbrios, tonturas e dores físicas que suportei durante muitos anos. Andei por vários médicos a contar a minha história até que aceitei sem aceitar o que se passava comigo. Procurei a consulta na esperança de melhorar a minha qualidade de vida, deixar a medicação que tomo para não ter sintomas e poder aceitar outras dificuldades que tenho na minha vida. Não esperei que em tão pouco tempo me sentisse tão diferente. A minha autoestima melhorou bastante, as dores diminuíram e outros sintomas continuam a ser trabalhados. Vou, provavelmente, ter várias recaídas que espero ultrapassar com sucesso. Agradeço o carinho e atenção da Dra Jatir, com quem sinto uma empatia muito forte.” Maria Josefina (nome fictício) 
“Tinha a expetativa de ultrapassar uma fobia de exposição a espaços hospitalares e também com o objetivo de assistir ao nascimento do meu filho. Estou agora muito mais confiante e acredito que criei mecanismos para ultrapassar e prevenir fobias no futuro. Recomendo!” R. Filipe (nome fictício) 
“Vim à clínica à procura de opções para mudar o estado depressivo e ansioso que controlava a minha vida há já alguns anos. A vontade de ser eu mesma e não conseguir levou-me a procurar outra ajuda além da medicação. Não vim à espera de um tratamento milagroso e que iria sair destes tratamentos e terapia completamente curada. Esperava conseguir entender-me e controlar as minhas emoções. Ansiava viver. Aprendi, com a hipnoterapia e terapia, que as nossas emoções na sua maioria são aprendidas e na altura de maior ansiedade e tristeza nos refugiamos sempre nos mesmos atos para nos protegermos, acabando por nos sentirmos infelizes e ansiosos. Saio hoje do tratamento com ferramentas e um melhor entendimento sobre mim, sobre como quebrar os ciclos repetitivos que durante anos me levaram à depressão e aos ataques de ansiedade. Com um outro olhar sobre o futuro. Aconselho a todos que experimentem, sem medos, a procurar ajuda.” Raquel Ferrão 
“As minhas expetativas de tratamento eram acabar com os ataques de pânico, ansiedade, stresse pós-traumático e baixa autoestima. A psicoterapia ajudou-me a perceber os motivos pelos quais estou assim e foram apresentadas soluções para os problemas. A conquista que tive foi conseguir entrar em shoppings e hipermercados sem me sentir mal. Com o EFT consegui baixar bastante o nível de alguns aspetos que me incomodavam. Aconselho esta clínica porque irá encontrar respostas a muitas questões. As assistentes são muito atenciosas, empenhadas, simpáticas e profissionais dedicadas.” Maria Silva (nome fictício) 
“Ao longo da minha vida, sempre tive muitos problemas para gerir as minhas emoções, sempre senti necessidade de estar em absoluto controlo de todas as situações e relações que fui tendo ao longo da vida. Quando as coisas não corriam como eu queria, perdia o controlo e tinha crises muito graves de raiva e possessividade, crises essas que sempre trouxeram grande instabilidade a nível das minhas relações pessoais. Com o passar dos anos, esses sentimentos negativos foram piorando, trazendo assim o final e rompimento das relações amorosas. Na relação que tenho atualmente, as coisas não foram melhores, as crises de raiva, ciúmes, controlo e possessividade continuaram, trazendo muita infelicidade ao meu relacionamento. Eu estava a magoar profundamente a pessoa que amo. Assim, decidi procurar ajuda na esperança de finalmente poder levar uma vida emocional mais saudável e equilibrada. Quando cheguei aqui à Psic, vinha cheia de dúvidas: “e se não der certo”, era sempre essa a minha maior dúvida. Mesmo em dúvida, decidi continuar em frente. Com a ajuda da doutora procurámos os motivos de tanta instabilidade, fui-me apercebendo que eu realmente estava descontrolada e que durante anos a fio não cuidei de mim mesma, deixei-me ao abandono, tudo era desculpa para me esquecer de mim. Nas primeiras duas semanas de tratamento, comecei a olhar para mim de novo, a olhar para dentro de mim, a aperceber-me do quanto preciso de atenção e carinho, que me neguei carinho a mim mesma durante anos a fio. Eu não estava a contar com isso, eu não sabia que para começar a resolver as minhas questões com o ciúme, controlo, raiva, eu precisava de olhar para mim de novo e amar-me novamente. Com o tratamento e a ajuda que tive nas consultas, para além de me sentir mais calma e o meu relacionamento estar muito melhor, mais completo, eu olho-me com mais serenidade, com mais carinho. Apercebo-me facilmente de mim mesma, de quando me sinto bem ou de quando me sinto mal. Graças ao tratamento já não tenho discussões de horas a fio, aquelas discussões que arrasavam com a relação que tenho. Consigo lidar mais calmamente com os sentimentos negativos e os pensamentos negativos também, o que me ajuda a ter mais calma e não ter necessidade de explodir com raiva. Para quem está a pensar procurar ajuda, não vou mentir, o caminho é longo e tem dias em que só apetece fugir, mas à medida que nos comprometemos connosco próprios e decidimos avançar por este caminho, vamos vendo o quão recompensador é para nós e para os outros, sentirmo-nos felizes com nós mesmos. Sem sentimentos de culpa, de raiva, de controlo, de ciúmes, sem aqueles pensamentos negativos que só servem para nos deixar infelizes. Procurar esta ajuda é mesmo a melhor forma de encontrarmos a paz que tanto precisamos. ” S.P. 
“Quando recorri à Clínica PSIC, eu sabia que precisava de ajuda para poder ultrapassar os meus medos, ansiedade, angústia, tristeza, pensamentos negativos. Hoje terminado o primeiro programa sinto-me melhor psicologicamente e emocionalmente ultrapassei alguns medos do meu passado. Tomei consciência de que eu tenho que gostar de mim apesar de tudo e de todos. Hoje já não tenho tanto medo como tinha antes, sei que ainda tenho um enorme percurso pela frente, mas levo comigo ferramentas que me irão ajudar. Obrigado por tudo Dra Jatir, Ana, Carla.” F.B. 
“Quando iniciei o meu tratamento achava que não ia conseguir chegar ao fim porque tinha que me desligar do mundo lá fora, quero dizer, do que nos vamos habituando a viver na rotina. Tinha que deixar de pensar no trabalho, família, entre outras coisas que fazem parte da rotina diária. Então ao segundo dia no final das consultas o meu pensamento já era outro. Comecei a valorizar o fato de estar a dar tempo só e apenas a mim, já comecei a fazer contas que a semana já ia a meio e se os meus tratamentos seriam 10 encontros e já ia no terceiro e se na semana seguinte já seria apenas 3 e não 5 como na semana anterior. Muito sinceramente, eu achava que se tive sempre uma atitude à minha maneira de idealizar e prestar ajuda aos outros, não seria com 10 sessões que as coisas iriam mudar muito. O mais provável seria que não interferisse muito na minha pessoa, a ajuda que a Dra Jatir me podia dar. Mas, estava completamente errada, sim ajudou-me mais do que as minhas expetativas, foi muito gratificante, maravilhoso, eu me encontrei, me conheci melhor, até me dececionei comigo mesma, sempre tive uma obsessão e não sabia que era obsessiva. Eu era obsessiva em querer ajudar o outro, o outro estava sempre em primeiro lugar. A felicidade do outro é que era importante para mim, nomeadamente o fato de eu querer tanto que o outro fosse feliz e eu é que queria mudar o outro. Ora, se o outro não quer ajuda, como posso ajudá-lo? Isto e muitas coisas mais que eu percebi, como pessoas na minha família que não são felizes e eu achava que era culpada porque eu ando sempre feliz e elas não. Então acabava por não ser feliz na totalidade porque não conseguia pôr os outros felizes. Agora eu ajudo de forma diferente, penso que não tenho culpa dos outros não serem felizes, educo de forma a serem autónomos, tenho atitudes de fazer com que todos na minha família se preocupem e lutem pelo lar, pela família, pela harmonia. Não posso ser demasiado tolerante, porque isso faz com que nos vamos desinteressar casa vez mais pelos problemas até que eles vão aumentando e não se resolvem. Pus em prática as minhas ideologias sem pensar que vou pôr o outro em confronto comigo, ser tolerante mas não em demasia. Foi muito bom eu me conhecer, saber que sou capaz de mudar, não carregar as culpas e dores dos outros, não deixar que me usem e abusem. Sinto-me mais feliz e sei que as minhas mudanças vão contribuir para uma melhor união da família, a nível profissional e até com os amigos. Encontrei-me e estou feliz por me ter dado esta oportunidade. Aconselho que devemos lutar pelos nossos objetivos e quando acharmos que não somos capazes, procurar ajuda junto de quem nos pode ajudar. Muito obrigada mesmo. Foi muito bom…” M.L. 
“Vim para este tratamento por insistência da minha irmã, com algum ceticismo acedi numa tentativa de fazer algo para mudar a minha vida, a minha situação. Com ceticismo mas com uma forte esperança de alcançar resultados… Através das sessões recordei eventos do meu passado, enumerei atitudes e emoções em listas, repensei sobre fatos que vivi… Para minha grande surpresa, encontrei respostas para problemas do passado (“os porquês”), desvendei “mistérios” da minha personalidade atual mas, devido ao tamanho dos danos, tenho de trabalhar mais, meditar, expiar raivas acumuladas para poder alcançar uma sanidade para o meu espírito. Aprendi técnicas que me irão permitir, a médio prazo, superar esta depressão e conseguir então libertar a minha criatividade e a consciência para desfrutar da vida em pleno.” P.C. 
“Pretendo começar este testemunho dizendo o seguinte: o nada é muitas vezes tudo. Iniciei o meu tratamento num momento em que tomei consciência que estava a perder a minha felicidade e estava a condicionar a felicidade da minha esposa, com erros, com pensamentos, com atitudes que, em momentos críticos, afloravam com maior intensidade e tornavam-se muito presentes e posso dizer destrutivos. Insegurança, medo, inferioridade, são apenas alguns dos pontos que me trouxeram aqui. Mas de onde surgiram? Como surgiram? Tinha uma vaga ideia onde tudo começou mas não sabia como chegar lá, como os resolver. Traumas recalcados de infância assumiram-se como os grandes protagonistas da minha vida e manifestavam- se de diversas formas. Uma iniciação sexual “apressada” traduziu-se em ejaculação precoce, a não-aceitação do meu corpo, complexos de criança, traduziram-se em esconder-me, em me sentir inferior para com os outros. Agora com 32 anos tinha-me tornado numa pessoa carente, sempre à procura que me elogiassem, que demonstrassem que gostavam de mim, que era bonito, que era desejado. Com 32 anos, tinha-me tornado num marido que manifestava sempre insatisfação, que só o que os outros tinham era bom, só os outros estavam felizes, apenas os outros alcançavam o que não alcancei. Aos 32 anos, tomei consciência que estava a perder, ou mesmo que já tinha perdido, a pessoa que amava. Era a altura da mudança, de procurar combater o mal pela raíz. Apesar de ter o 3º nível de reiki não me senti capaz de utilizar essas ferramentas. Era preciso algo mais, terapia de choque. E cheguei até aqui. Não é fácil entrar e começar a abrir o nosso coração, contar os nossos problemas, a nossa doença. Mas quando se quer, tudo se consegue. Aos poucos, fui-me abrindo cada vez mais, libertando, corrigindo, aceitando o passado. Fui à raíz do problema, sempre com uma atenção muito precisa, muito delicada da Dra Jatir. Entre conversas e tratamentos, sinto-me agora, 1 mês depois, mais calmo, mais sereno. Vejo-me ao espelho e não fico a observar cada centímetro de mim. Sinto-me mais confiante e muito menos carente. Agora é o momento de me colocar à prova, de enfrentar o mundo, as dificuldades e os obstáculos. Assumir de cabeça erguida a minha doença, as minhas falhas e os meus sucessos, o que conquistei, o que abandonei e ter orgulho na pessoa que sou. É altura de reconquistar o amor, se for essa a sua vontade, e juntos possamos voltar a sorrir. Nós, homens, mulheres, crianças, pais, casais, solteiros… negligenciamos os nossos traumas, os nossos problemas psicológicos. Eu próprio o fiz. Quantos de nós já dissemos ou já ouvimos “oh, isso não é nada”, ou então vemos alguém abatido e respondem- nos “não tenho nada, é cansaço, stresse, isto passa.” Com isto, pretendo alertar que afinal por detrás de um nada há muita coisa, por detrás de um nada escondem-se problemas que podem causar mais transtornos do que uma dor de estômago ou uma dor de dentes. Todos temos os nossos problemas, só temos de os aceitar e resolver, sem vergonha, sem preconceitos. E aqui, com a conjugação de tratamentos a que me sujeitavam, consegue-se isso. Se eu consegui, todos vocês conseguem. Há que dar o primeiro passo, depois tudo se simplifica, pois estamos nas mãos de profissionais, de pessoas que nos querem bem e nos querem pôr bem. Apenas tenho a dizer: Obrigado!” C.B. 
“Eu cheguei no Porto em cadeira de rodas, dependente de ajuda externa para distâncias mais compridas, subidas e escadas.  Ao longo da terapia consegui eliminar aspetos que acredito me bloqueavam no progresso da fisioterapia ao longo dos últimos dez meses. Encontrando as origens dos meus problemas, junto com os exercícios fisioterapêuticos e de relaxamento, eu fui ganhando forças para primeiro andar de muletas, logo com apenas uma muleta e por fim sem qualquer apoio. Já não tenho tremor nem rigidez, sinto apenas dores ocasionais quando caminho durante muito tempo, posso andar livremente, sem balançar para os lados. Reduzi as exigências e consegui adequar as metas que estabeleço para mim própria, o nível de ansiedade já não é tão alto e consigo controlar-me, não só emocionalmente como também fisicamente. Já tenho mais facilidade em dormir e faz três semanas que não tenho convulsões noturnas. Anteriormente o relacionamento com a minha mãe era conflituoso e agora estamos mais próximas e entendemo-nos melhor, pois havia uma separação entre nós, mas agora estamos mais amáveis e compreensíveis uma com a outra. Viva muito nos problemas do passado ou na ansiedade do futuro, agora consigo desfrutar do presente e tento resolver os problemas que surgem. O meu ponto de vista mudou e os meus medos já não me controlam, já consigo lidar melhor com eles. O stresse diminuiu, aprendi a dividir uma meta em pequenas etapas. Mudei o meu comportamento e estou mais consciente sobre as causas das minhas doenças. Hoje sinto-me disposta e capaz, mais autoconfiante, mais capaz de viver a vida. Nos estudos, no passado ultrapassei os meus limites e agora reconheci e consegui aceitar limites mais verdadeiros e realistas, diminuí a exigência sobre mim, descobri que a vida não é tão difícil e pesada como achei que era.” Marina (nome fictício) 
“A minha expetativa antes do tratamento era poder ser uma pessoa como era antes, pois não estava bem comigo mesmo. O que eu esperava era ser eu mesmo tanto a nível pessoal, mental e emocional. O tratamento contribuiu para a melhoria dos resultados pessoais que tivessem a ver com o meu passado e também nas mudanças pessoais. Pus em prática conteúdos que aprendi. Agora penso mais positivo. Para quem busca ajuda, aconselho vivamente estas terapias que são muito benéficas para nós e para o nosso organismo.” H.L.L.P. 
“Ansiedade foi o que me levou a procurar ajuda uma vez que se tornou num constante problema do meu dia-a-dia. Os pensamentos negativos e sintomas relacionados ao pânico preocupavam-me. Portanto decidi procurar na Psic um tratamento que levasse ao controlo ou até ao desaparecimento dos mesmos. Esperava apenas que a minha vida não fosse afetada pela ansiedade de uma forma tão agressiva e intensa. Este tratamento melhorou bastante a minha vida pessoal num todo. Quando me deparo com situações preocupantes já não sinto stress muito menos pânico. Mas principalmente quando estou sozinha a minha mente não se ocupa com pensamentos negativos, instáveis e irrelevantes. No entanto mesmo que tal aconteça sei facilmente afasta-los. Problemas psicológicos podem ser severos e difíceis de se resolverem por si, logo, é extremamente imposto procurar ajuda pois só dessa forma é que vamos conseguir compreender e eliminar seja qual doença for.” B.O. 
“A minha expetativa antes do tratamento era de alguma forma encontrar algo que mudasse o meu sofrimento. Inicialmente o resultado foi de mudança da minha maneira de ver as coisas porque passei na minha vida. Os resultados finais foram saber viver melhor a vida, com serenidade e agradecimento. Aprendi a não me queixar com amigos e familiares, a não querer pensar no passado e querer viver o dia-a-dia com gratidão. Há muito tempo que deveria ter ido estas sessões de ajuda. Aconselho a todos. Um grande obrigado à Dra. Jatir.” Marili (nome fictício) 
“Tentei não criar uma expetativa antes do tratamento. Ainda assim, por informação que me foi passada por duas pacientes anteriores, fui sentindo esperança pela “mudança” mas principalmente curiosidade. Esperava combater e melhorar um défice de atenção. O tratamento contribuiu para a compreensão do meu ser, qualidade do sono, remoção de todos os sintomas de renite alérgica e melhor relacionamento com o próximo. Apesar da força que criamos em combater o que nos afeta sozinhos, por vezes, não temos conhecimento nem “força” para optar pelo melhor caminho. Tentamos “arrumar todo o lixo de uma estrada e este parece infinito”, quando na verdade existe “um atalho completamente limpo e lindo” à nossa espera. Esse atalho pode certamente aparecer aqui, na clínica PSIC!” Nélson Freitas (nome fictício) 
“Quando decidi procurar ajuda/tratamento encontrava-me numa fase emocionalmente conturbada. Estava a separar-me, a sair de casa. Tudo estava a mudar e não conseguia ter um objetivo concreto final, uma meta. Tudo à minha volta era cinzento e triste. Sem sentido. Apesar de ter decidido procurar ajuda foi um passo difícil, pois sempre achei que conseguia resolver tudo sozinha. Inicialmente, com o tratamento esperava conseguir acalmar-me, organizar as ideias, conseguir conversar, falar sobre o que me perturbava, descobrir porque estava sempre tão triste. Encontrar um rumo. Entretanto, durante o mesmo, descobri que também tinha sintomas físicos respiratórios que sempre associei a uma doença física mas que afinal eram/são também de cariz emocional. Com o final do programa de tratamento consegui alcançar o que esperava e ainda melhorar os problemas respiratórios associados às alterações emocionais. Foi sem dúvida uma das melhores decisões que tomei até hoje.” Sara Salgado 
“Antes de encontrar esta clínica já tinha ido a outros médicos, psicólogos. Foi mais ou menos há 6 meses que tudo começou, sentia-me em baixo, triste e com o passar do tempo foi piorando. Chegou a uma altura, em que apesar de ser tão nova, sentia que já não tinha futuro, sentia-me exausta, cansada de tudo. Todas as noites chorava e durante o dia sentia-me mal, mais do que uma vez por dia pensava em suicídio. Até que um dia finalmente mostrei aos meus pais como eu realmente estava e me sentia e foi aí que encontrámos a PSIC. Via isto como a minha última hipótese de ficar bem, cheguei mesmo a dizer que se este tratamento não resultasse, não sabia o que faria. Mas na primeira consulta ai falar com a Dra Jatir, foi como se tivesse finalmente encontrado alguém que me entendia e me podia ajudar. Logo na primeira semana eu e a minha família notámos uma grande diferença, comecei a sentir-me novamente alegre, já começava a ver um futuro e que nem tudo era como eu pensava que era. E não foi tudo, não só comecei a melhorar da depressão como o próprio ambiente em casa melhorou, uma coisa que eu queria mas já há muito tinha desistido de tentar. Também aprendi a controlar a minha ansiedade. Posso dizer que em todos os aspetos da minha vida este tratamento ajudou-me bastante, por isso aconselho a todos os que se sentem como eu a vir aqui, pois realmente sinto-me melhor, mesmo depois de ter sentido que já não havia nada a fazer com a minha vida.” I.E.  
“Depois de 30 anos a fumar deixei o meu último cigarro num ritual de despedida acompanhada pelas instruções da Dra. Jatir. Foi o meu companheiro de mais de metade da minha vida, afinal só vivi 18 anos livre dele, e hoje posso dizer que já lá vão 3 semana sem ele… Tem sido um reaprender, um renascer, posso até dizer um novo ser! Uma nova etapa, um novo caminho, uma nova perspectiva… Posso afirmar que tem sido uns dias inesquecíveis, de recordações boas e más e de uma experiência que não quero revisitar! Não quero! – digo eu. Sinto-me triste pela perda, mas revigorada pela escolha, por me sentir livre! Agradeço-te “cigarro” mas já não me és útil, agora nesta fase de luto e saudade, escolho que me deixes ir… seguir o meu caminho…Sem ti, já não preciso! Obrigado mais uma vez à Dra. Jatir, que me fez o tratamento e posso dizê-lo: deixei o cigarro sem esforço! Obrigado à Ana e à Carla por me terem acompanhado neste percurso! E finalmente obrigado a mim por ter feito esta escolha!” Mariana (nome fictício)  
“No inicio do tratamento estava um pouco perdido, sentia-me desmotivado, desanimado, sem autoestima muito em baixo. Devido a algo que se passou na minha vida. Pois pensei que isso nunca acontecesse. Este tratamento ajudou-me e muito, saí mais motivado para ir á luta do que quero para a minha vida, aprendi a gostar ainda mais de mim e hoje senti-me um homem diferente. Aconselho vivamente.” J.M.S.B.  
“Em primeiro lugar estava somente com a expetativa de ajudar a minha filha na sua terapia. Depois descobri que também poderia desfrutar fazendo uma terapia. Notei que a Filha gostou e levou a sua própria terapia com mais ânimo e curiosidade. A minha terapia ajudou ambas. A terapia contribuiu para que a minha filha viesse a andar novamente e chegasse à conclusão como a terapia é importante para o seu bem-estar também no futuro. O porquê do sentimento de culpa por tudo e todos foi descoberto e eliminado. Também a razão de ser traída e deixar-me trair. O trabalho para me livrar da ansiedade foi muito bonito. Adorei as sessões de hipnose, pois proporcionaram revelações muito importantes. Talvez seja um pouco cedo para dizer o que melhorou. Porém, acredito que a minha ansiedade tenha melhorado assim como a transpiração excessiva. Também o fato de me permitir enxergar melhor o que acontece ao meu redor e não poupar os outros, permitindo assim que eu me machuque. O importante é livrar-se do lixo psicológico para ficar leve como uma pluma, para que a alma sinta o prazer de viver nesta encarnação. Com certeza, isto é só o começo da busca de ajuda. Muitissimamente obrigada por tudo que pude desfrutar com este método de terapia. O trabalho fez-me muito bem. Sinto-me mais completa e feliz. É tao bom conhecer-se num ambiente de muita compreensão e amor. Parabéns pela sua dedicação em ajudar o próximo, pelo seu amor à sua profissão e aos outros. Sou muito grata por tudo o que fez pela minha filha, as minhas expetativas foram superadas muito além daquilo que jamais imaginei. ” E.S.  
“Eu já conhecia o trabalho da Jatir. O que me levou a procurar a clinica porque a ansiedade voltou. Há cerca de 6 anos a Jatir já trabalhou comigo numa fase, talvez a mais dolorosa, da minha vida. Cheguei à Jatir completamente descompensada e sem Norte. Quando terminei o tratamento… Saí como se tivesse nascido de novo, levei ferramentas que me ajudaram a atingir objetivos e sonhos que tenho ambicionava, tais como: Perdi 23kg; fiquei super elegante; fui para a faculdade, que hoje estou no fim do curso, faltam 4 meses! Mas em 6 anos muito aconteceu e a Ansiedade voltou pois eu voltei a desleixar-me comigo. Voltei a comer compulsivamente e a ficar muito irritada com tudo e todos, enfim fiquei com a alma doente.
Voltei a pedir ajuda a Jatir que com a metodologia que ela usa e outras novas ferramentas orientou-me mais uma vez para o meu caminho para o “Eu”. O “DOS” foi diferente neste processo. Muito melhor, mais intenso. Levo comigo mais ferramentas para orientar a minha Alma e o meu corpo para a Luz. De imediato, já parei com a compulsão da comida, a ansiedade já diminuiu e estou mais serena, mas eu sei que ainda vou ficar melhor pois vou aplicar os conhecimentos da Jatir.

Aprender a Amar a Vida, começando por nos amar-mos a nós mesmos.
Obrigado Jatir! Obrigado! Obrigado!” Benedita Figueiredo (nome fictício)

 

“Quando cheguei vinha com expectativas mistas. Já me tinham indicado que o método era eficaz, mas estava bastante séptico e apreensivo em relação ao que poderia acontecer. Já não é a primeira vez que deixo de fumar em relação á primeira tive muito menos dificuldade em manter um equilíbrio e estabilidade nas fases inicias. Da segunda vez fiz alergia aos pensos. Desta vez foi tudo bastante mais pacífico e sem sobressaltos.
Senti necessidade de fazer um reforço e saio convencido de que não irei voltar a fumar.”
Paulo

 

“Quero apenas deixar algumas palavras sobre o meu tratamento no consultório. Durante muito tempo adiei a minha ida a um psicólogo em prol dos estudos do trabalho e das dificuldades económicas. Quando finalmente decidi fazê-lo, sentia-me completamente esgotado, no meu limite. A pressão e a culpa que sentia era tão arrebatadora que estava a entrar num estado de apatia, de raiva que me começaram a paralisar. Definimos um tratamento com a duração de um mês com as técnicas que mais se adequavam ao meu caso e gradualmente fui sentindo melhorias, fui recuperando alguma calma e paz interior e consequentemente fui conseguindo por em perspetiva alguns dos aspetos que mais me perturbavam.
Entrei no consultório da Dr.ª Jatir com o peso do mundo nas costas, sem autoestima e com muitos receios sobre o futuro. Hoje, depois de terminar este processo, noto principalmente que aprendi a ser paciente e carinhoso comigo próprio, aceitar-me e a permitir pacificamente que as mudanças aconteçam, com tempo e dedicação, mas essencialmente com calma e em equilíbrio. Percebo que tenho um longo caminho a trilhar para atingir os meus objetivos, percebo também que vou ter de insistir para conseguir mudar vários aspetos da minha vida. Felizmente neste momento acredito que é possível mudar, é possível abandonarmos velhos hábitos que nos prejudicam e crescermos na direção que nos convier. Hoje sinto que tenho mais controle sobre a minha vida, dou mais importância à manutenção da nossa mente e espírito, seja através da meditação ou de outras técnicas que podem aprender no consultório. Finalmente para terminar, percebi que o meu equilíbrio e bem-estar depende mais de nós próprios do que das condições externas e que esta última frase não é de modo nenhum filosófica ou utópica…Vai ser este exercício de “equilibrismo” que me vai acompanhar ao longo da vida e que a meu ver faz toda a diferença, procurando não me aborrecer com aspetos sobre os quais não tenho qualquer controle.
Agradeço do fundo do coração a Drª Jatir por me ter indicado o caminho a percorrer para atingir o que todos queremos no final, estar em paz.” 
Marco

 

“Há cerca de um ano até então, sentia muitas alterações ao nível da minha personalidade; sentia que absorvia em demasia todos os problemas que me rodeavam e não estava a conseguir ultrapassar esta situação! Sentia também que, todos os meus medos e “vergonhas” estavam cada vez mais exacerbados. Até que uma amiga minha contou-me que teve uma fase da vida dela em que estava com problemas de autoestima, e recorreu à ajuda da psicóloga para resolver este problema. Recomendou-me, precisamente, a PSIC, pois também ela fez psicanálise nesta clínica. Este verão ganhei coragem e decidi iniciar este tratamento, para acabar com todos os meus medos, vergonhas e frustrações.

O tratamento consistiu em nove sessões de psicologia, acompanhado com o DOS, que durou cerca de um mês.
Posso dizer que no fim de um mês me sinto outra pessoa, sinto que sou a mesmo que era até há um ano atrás! Estou muito mais tranquila, otimista; sinto que de certa forma ultrapassei os meus medos e angústias. Tenho as ideias mais organizadas; não absorvo tanto os problemas que me rodeiam; sinto-me uma pessoa mais “leve” emocionalmente. Acabaram-se as insónias e a ansiedade. Além de que aprendi ferramentas que me ajudam e ajudaram nos períodos mais insólitos do dia-a-dia.” 
Anónimo 

“A esposa sugeriu-me que fosse ao psicólogo. – “Porque isto não está bem”.
Já ao acordar, sentia uma revolta dentro de mim, fosse o que fosse, na relação com as pessoas. Sentia mas não tinha consciente total de que estava irritado, chateado, nervoso e agitado também. Mentalmente estabilizei muito. Manter sempre isto, era o ideal.  Acima de tudo consegui aperceber-me das coisas com as pessoas que me relacionava e por as coisas no sítio como eu quero e acho que deve ser. Voltei à prática física. Sinto-me muito relaxado à noite. Outras mudanças foram por causa do próprio tratamento, o fato de sair e ficar a beber até às tantas. Ajudou a não ser tao agitado e buscar um buraquinho que era o álcool. No trabalho se tivesse um cliente na cabeça com oportunidade de negócio vivia aquilo e não descansava se não alcança-se o objetivo. Nesta etapa do tratamento, em um espaço de um mês não contava que mudava tanto. Era muito obcecado com o trabalho e se me ligasse ao sábado ou domingo, eu não ia de manha ou tarde. Hoje isto ta fora de questão, me organizo com os vendedores, nos fins-de-semana evito trabalhar, porque no trabalho é durante a semana.
Estou dizendo não. Não conseguia dizer não a ninguém, porque achava que só eu era capaz de fazer aquilo. Vivia para a empresa como se fosse um problema unicamente meu, e não é. Não dá para tratar de tudo sozinho por muita vontade que eu queria.
Eu e a minha esposa, pela primeira em muito tempo, saímos sozinho, falei com ela para ver o vamos fazer no futuro, teve uma parte mais positiva, ela pode falar das minhas saídas e eu pode acertar agulhas, sobre o estilo de vida dela. Pus os pontos nos “is”. Eu ainda sinto que necessito de trabalhar a relação com o meu pai no trabalho à muita ingerência por parte dele.”
André (nome fictício)

 

 “A minha expectativa antes do tratamento era melhorar os sintomas de depressão, sensação de abandono, perda e tristeza profunda.  Inicialmente sentia um vazio enorme, vontade de chorar, desanimada, sempre enfiada na cama, com medo de sair de casa e de me magoar novamente, pois sofri muito pelo facto de o meu ex-namorado me ter deixado.

O contributo destas sessões de terapia e de relaxamento fizeram-se sentir uma pessoa nova, mais alegre, animada, com amizades novas, mais sorridente e acima de tudo não penso tanto no passado que tanto me atormentava.
Recomendo vivamente a Dra. Jatir Schmitt para quem se sinta como eu me sentia, numa tristeza tão grande, sem vontade de fazer o quer que seja.
Através das terapias de relaxamento e de respiração e acima de tudo de deitar cá para fora todos os principais problemas tornei-me hoje numa pessoa muito mais feliz e capaz de enfrentar os problemas da vida com mais facilidade.
Sobretudo, isto contribuiu muito para a minha autoestima, pois anteriormente sentia-me bastante mal e agora noto uma diferença enorme.
Um muito obrigado à Dra. Jatir e à rececionista (Ana) pela simpatia, pela amabilidade e pela forma tão maravilhosa como fui recebida.”
Maria Joana (nome fictício) 

 “Quando cheguei aqui vinha sem saber o que fazer e dizer nem o que ia acontecer. O resultado que eu esperava era melhorar desta depressão que me estava a deitar ao chão e me desmotivava de tudo. Tudo ao meu redor era uma tristeza. O tratamento foi bom. Falar com a psicóloga fez-me muito bem, deixou-me mais solta e aliviada. Os outros tratamentos ajudaram-me ainda mais, fiquei mais segura de mim mesma, comecei a deixar de me sentir culpada de tudo, comecei a pensar com mais clareza.

Sentia uma grande tristeza que se tornou alegria. Dormia mal, comecei a dormir melhor. Sentia-me com raiva e essa raiva foi embora. Sentia-me com culpa e essa culpa não existe mais.
Comecei a olhar para mim com mais alegria, com mais vontade de me mimar a mim mesma. Os pensamentos negativos que tinha desapareceram. Sinto-me outra pessoa. Em casa, notaram a diferença e tudo ficou melhor e com muita harmonia.
Se eu soubesse como este tratamento ia mudar a minha vida, já tinha vindo mais cedo. Hoje sou outra mulher, mais confiante e cheia de vida. Vou lutar por uma vida melhor.”
Graciosa Ferreira 

“Eu andava muito perdida, muito perdida mesmo!! O meu barco não encontrava porto seguro. Mas a expectativa que o meu barco ancorasse num sítio tranquilo era grande.

Hoje terminado o tratamento posso afirmar que os medos, a excessiva ansiedade e até o stress acumulado, praticamente desapareceram. Sinto-me muito mais calma, com uma força de viver incrível, olho a vida com outros olhos. Já consigo sorrir, comecei a acreditar que também tinha muitas potencialidades.
Desde a Hipnose ao DOS, tudo foi tão intenso, tão bom e fez-me muitíssimo bem.
A todos aqueles que se encontrem numa fase de suas vidas menos boas, aconselho, muito sinceramente, que experimentem este tratamento.
Cada pessoa é única e cada caso é um caso. Experimente, vai ver que vai gostar e vai sentir-se bem ! É excelente” Ana Raquel Nunes

“Quando decidi procurar ajuda, reconhecia em mim vários problemas que afetavam diretamente o meu desempenho profissional. Eram a baixa auto-estima, a autoconfiança, desânimo, tristeza, humor depressivo, chorosa, falta de vontade de fazer o que quer que fosse.

Frequentei em menos de um mês as diversas terapias que compõe o programa de estímulo global, proposto pela Dra. Jatir. E tenho a dizer, que com o passar dos dias sentia-me cada vez melhor em relação a todos os aspetos negativos já referidos; consigo agora ter mais à vontade no trabalho, mais confiança em mim, mais animada, sem medo de errar, testar e enfrentar as situações.
Toda a minha vida pessoal acabou afetada, o isolamento, a falta de um grupo de amigos e programas em grupo, ter com o que me fizesse pensar e chegar à conclusão que também esta parte deve tomar um rumo diferente. Vou tentar a médio prazo intormar-me e ter uma vida social mais ativa.
Espero sinceramente continuar a melhorar, pois estou confiante de que é possível e que vou conseguir.
Obrigada a toda a equipa pelo apoio e dedicação nesta fase tão difícil da minha vida.” Isabel Soares (nome fictício)

“O meu nome é Rochenara Pereira, sou paciente da Dra. Jatir. Procurei a clinica devido a uma história de depressão, que na realidade sempre esteve presente na minha vida.

Desde criança, sentia-me diferente, na adolescência o mesmo estado depressivo, passando a fase adulta.
Houve momentos na minha vida, em que a depressão já não me permitia ver saída, ou cura, que tentei o extremo, o suicídio. Os próprios médicos já me consideravam crônica, pois passei por vários especialistas e formas de tratamento, que ao invés de dar-me clareza, confundia-me mais as ideias.
Durante 30 dias, fui atendida pela Dra. Jatir, com uma nova forma de terapia que até então desconhecia, nunca ouvira falar da modalidade do DOS, da cura através da energia e do resgate de mim mesma.
Posso assegurar que o tratamento foi tão eficaz, que mesmo 40 anos de depressão foram estabilizados com a terapia.
Hoje sinto-me com as ideias mais claras, mais motivada, mais serena, o que só tenho a entender o tratamento como resultado positivo, penso que transcendi.
Passei de um estado a outro, recomendo o tratamento a todos que precisam, pois é mesmo inovador, deixando as antigas modalidades como sem real efeito, ao menos no meu caso.
Agradeço à Dra Jatir, sua dedicação e atenção com seus pacientes. ” Rochenara Pereira

“Chamo-me Ana, tenho 32 anos e, sempre me preocupei com o meu lado profissional. Posso dizer que sou uma mulher concretizada a esse nível. Mas o excesso de trabalho e a conjugação com os estudos, nestes últimos dois anos, provocaram em mim um conjunto de emoções/comportamentos que, anteriormente não eram sentidos. 

No meu dia-a-dia era uma pessoa ansiosa, revoltada pela falta de tempo e bastante impulsiva. Ao meu redor os meus familiares e amigos diziam que eu não estava bem.
Cansada desta minha mudança de comportamento recorri à ajuda da Dra. Jatir, através de uma amiga que a conhecia. Fui aconselhada a fazer um plano de terapia e DOS durante um mês.
Sendo a primeira vez que recorria a estas terapias ia um pouco apreensiva quando ao tratamento e o seu resultado. Após a primeira terapia e DOS senti um resultado/ uma mudança no meu comportamento. Comecei a reagir de uma forma mais calma, serena sendo mesmo visível para quem estava ao meu redor.
Hoje termino o meu plano de tratamento e, posso dizer que me conheço melhor enquanto pessoas e que me apresento como alguém menos impulsiva, mais ponderada e com capacidade de lidar com situações que anteriormente achava difíceis de resolver.
Agradeço a toda a equipa que me acompanhou preferencialmente à Dra. Jatir, por todo o empenho e dedicação.” Ana Soares (nome fictício)

“Quando recorri à Psic-Psicologia Integrada, eu estava a atravessar um momento de grande angústia e aflição, uma vez que me encontrava já há algum tempo, a tentar conviver com uma depressão, na qual entrei depois de me ter divorciado. Não conseguia aceitar que o meu casamento não teve sucesso, nem tão pouco me libertar da imagem do meu ex-marido. Não conseguia por mim própria sair da situação em que me encontrava, estava a entrar em desespero e a ser atormentada por pensamentos negativos e suicidas. 

Embora soubesse que precisava de ajuda, tinha consciência que essa ajuda teria que ser rápida e do tipo “terapia de choque”. Decidi procurar mais informação, para além da psicologia normal e foi quando conheci a Psic- Psicologia Integrada e fiquei muito ansiosa para tentar saber o que poderiam fazer para me ajudar. Conheci a Dra. Jatir e após a primeira conversa percebi que era exaltadamente o tipo de terapia que eu necessitava.
Fiz todo o processo de psicoterapia, com o DOS e EFT e no final da 1ª semana, já sentia uma enorme diferença, na minha forma de estar e de pensar. Curiosamente, após uma das conversas com a Dra. Jatir, percebi que o problema de frieiras que tinha, clinicamente estava associado à “má circulação”, na verdade não tinha nada a ver! Após duas sessões de DOS e psicoterapia, as frieiras pura e simplesmente desapareceram. Percebi então, que estas estavam associadas a questões que tinha vivido na minha adolescência.
Agora, passado todo o processo de terapia posso dizer com a maior alegria que me sinto outra pessoa, mais livre, completamente liberta do meu passado, a depressão ficou resolvida e sinto-me feliz e com vontade de gozar a vida que Deus me proporcionou.
Estou grata à Dra. Jatir, por todo o auxílio, a compreensão e por ter servido de canal de ajuda, na resolução do problema da depressão em que me encontrava.” Miriam Gomes

“A Dra. Jatir conseguiu ajudar-me em questões relacionadas com a ansiedade e tristeza profunda. Considero a terapia muito interessante, porque não segue o modelo convencional. Aborda uma série de intervenções, todas elas muito úteis e eficazes.

Estou grata à Dra. Jatir pela sua preciosa ajuda.” Filipa Soares (nome fictício)

“Considero-me uma pessoa nervosa e ansiosa e desde os meus 20 anos que tenho dores de cabeça, esporádicas que se tornaram mais frequentes por volta dos 40 anos, quando comecei a recorrer a todo o tipo de medicamentos para ultrapassar essas dores.

Em meados de 2011, como não havia medicamentos que me fizessem efeito para eliminar essas dores de cabeça, pois deitava-me e acordava com as mesmas dores de cabeça e por vezes mais ainda, recorri à minha médica de família que me encaminhou logo para uma urgência do hospital, onde efetuei um Tac cerebral em que estava tudo normal e fui encaminhada para a especialidade de Neurologia.
Estive durante 2 anos a ser acompanhada por esta especialidade experimentando diversos medicamentos, alterando doses, conforme as minhas queixas, pois dormia muito mal, sonhava imenso e acordava muito cansada e com mais dores de cabeça. Após estes 2 anos foi- me recomendado uma avaliação por Psiquiatria, pois da parte de Neurologia já não havia mais nada a fazer…Foi- me então diagnosticado uma Depressão Major com síndrome depressivo agravado com esgotamento físico e psíquico. Desde então, tenho sido acompanhada por Psiquiatria tomando diversos medicamentos, alterando doses etc… e as dores se cabeça sempre constantes.
Foi então, em conversa com familiares que se falou na Psic, pesquisei sobre o que se tratava e pensei… e porque não experimentar?! Pois já não sabia o que fazer e a quem recorrer. Marquei uma consulta informativa em que me foi explicado pela Sra.Dra. Jatir Schmitt o tipo de tratamento que teria de ser feito para ultrapassar a situação em que me encontrava. Não hesitei, porque vi na Psic uma luz ao fundo do túnel.
Em 2012/2/4 iniciei o tratamento com uma semana consecutiva, onde a Sra.Dra me fez entender e ultrapassar a dor da saudade, da perda de pessoas queridas, de maus tratos de infância, de traumas de adolescência e outros maus momentos… onde eu chorei, ri e recordei novamente todos esses momentos de muitos anos atrás contrapondo com bons momentos. Senti frio, onde depois sentia uma luz que me aquecia o corpo e a alma transpondo em mim paz, alegria, felicidade e isso fez com que quando acaba casa sessão me sentia uma pessoa renovada, feliz, serena e tranquila. A seguir temos as sessões de DOS que são do melhor, porque apesar de me sentir em paz, calma por vezes tenho a sensação de que o corpo está a flutuar.” Susana

“Ao longo deste processo fui aprendendo situações novas e a reviver situações passadas, sabendo o que fazer com cada situação, problema ou comportamento incómodo que possa surgir na minha vida. Nas primeiras sessões, foi trabalhado o medo pois eu sabia que “tinha medo de tudo e de nada” e essa pequena situação não me deixava avançar, fazendo com que revivesse situações do passado desagradáveis que não me deixavam valorizar a parte boa da vida e como na minha vida existem coisas boas. Sei que ainda existem coisas e comportamentos que têm que ser trabalhados para uma constante aprendizagem e uma melhoria de comportamentos para uma vida melhor e mais feliz. O que levo a mais desta experiência é a mensagem. Esta parte feita no DOS, serviu para relembrar situações que uma pessoa deixa para trás conforme a idade. Aprendi que é importante gostarmos de nós próprios acima de tudo, porque se nós não o fazemos, quem o fará? É importante saber que devemos atender os nossos pedidos e as nossas necessidades de uma maneira boa e sobretudo, saber que devemos atender primeiro as nossas do que a dos outros e, isso não é egoísmo, é saber realmente do que precisamos e do que podemos fazer por nós. Por isso, o primeiro passo para ser feliz e fazer felizes os outros é aprendermos a gostar de nós próprios, saber valorizar-nos e saber valorizar o mundo.” Andreia Costa
“Quando Procurei a Dra. Jatir, estava com a sensação de que já não havia nada que me conseguia animar, nem alegrar. Estava num estado depressivo e desânimo constante. Após 4 sessões de Hipnoterapia seguidas, realmente notei diferenças muito significativas, quer no comportamento, quer a nível emocional. As sensações de calma, paciência, alegria e conforto, que antes não faziam parte do meu dia-a-dia, voltaram a estar presentes, e era este resultado que eu pretendia. Aconselho este tipo de terapia, pois para além de ser uma terapia fácil e calma de se realizar, é uma terapia que rapidamente demonstra resultados esperados (bons, dentro da expetativa), do terapeuta e do/a paciente.” Vasconcelos
“Eu vinha para o tratamento e sessões de terapia um pouco desconfiado, mas após a primeira conversa com a Dra. Jatir Schmitt fiquei com uma sensação boa de que algo me estava a acontecer de bom. Com as sessões de psicologia e os tratamentos Dos, encontrei o equilíbrio emocional, bem como perdi a ansiedade e o negativismo. Fiquei mais confiante, com domínio das situações e o controlo emocional que tinha perdido. Tenho como motivação para o futuro, o positivismo e a interajuda das pessoas, família. Aconselho vivamente a quem necessite de ajuda, a recorrer à Dra. Jatir para viver a vida com emoção e confiança.” António Sérgio
“Recorri a este tratamento por iniciativa das minhas filhas com o intuito de obter um bom resultado para as crises de pânico/ansiedade que tinha sem motivo aparente e que me fragilizavam muito. Após 4 semanas de tratamento, sinto-me com força e capaz de continuar a minha vida apesar dos meus 80 anos. Recomendo às pessoas que precisarem a experimentarem o tratamento para melhorarem a qualidade de vida.” Maria Rosa
“Eu vim para o consultório sem nenhum motivo ou ideia do que eu poderia ganhar com as consultas. Não esperava nenhum resultado, mas comecei a conseguir relaxar e a ter mais força de vontade. Alcancei resultados muito positivos e nunca perdi muito tempo para as consultas. As sessões do DOS deixam-me muito relaxado, ajudam-me a libertar a mente e a reorganizar as ideias. As consultas com a Dra., pareciam mais uma viagem ao desconhecido psicológico do que uma consulta normal. Aprendi várias técnicas de relaxamento e ganhei muita confiança em mim próprio. Aconselho estas consultas a qualquer pessoa, mesmo que não esteja à espera de resultados, porque é mesmo uma experiência de outro mundo. Ajuda muito a conhecer a nós próprios e a acreditar em si próprio.” João Milheiro Costa
“Já tenho ataques de pânico desde os meus 16 anos e mantinha-me controlado com medicação mas, agora com 27 anos comecei a sentir novamente os sintomas, procurei ajuda e encontrei a Dra. Jatir Schmitt. Depois de fazer 10 sessões de D.O.S e de fazer hipnose e EFT sinto-me muito melhor, ultimamente já não entrava em muitos locais e andava com falta de apetite. Agora já não sinto aqueles medos que me atormentavam, já me sinto uma pessoa diferente. Todas as pessoas que sentem medos deviam passar por este tratamento, não podemos deixar que os medos nos estraguem a vida.” Bruno Oliveira
“Eu, Zulmira Castro, testemunho que cheguei aqui muito angustiada, perdida, sem objectivos no futuro. Com a psicoterapia fiquei uma pessoa mais feliz, autónoma e sem medo do que me atormentava. Gostei muito de tudo da conversa, da atitude e da maneira que fui tratada pela psicóloga e colaboradora foram muito simpáticas isso também ajudou muito no meu processo. Quero muito continuar assim e que me sirva de ferramentas para o resto da minha vida. Agradeço muito por tudo e que a minha felicidade dê frutos para sempre. Eu autorizo que seja publicado este meu testemunho e que todos tenham resultados positivos sobre esta terapia.” Zulmira Castro
“Foi-me pedido para escrever o meu testemunho sobre o trabalho desempenhado pela Psic e confesso que me foi difícil. As palavras parecem não chegar para descrever a missão da Dra. Jatir. Aturar tristezas, rancores, depressões e outras coisas não deve ser tarefa fácil, mas ela fá-lo, sem julgamentos, sem imposições, com respeito pelo espaço do outro e apoiado numa base científica. Vou dizer o que não fez comigo: não alterou o meu passado, não mudou quem eu sou, nem tão pouco me disse como viver. Em vez disso, deu-me ferramentas para aceitar o que me aconteceu, quem sou e viver de acordo com quem sou. E ser feliz assim. Obrigada. Muito.” Sílvia Fidalgo
“Gosto que me chamem de Dani, fui casada por quase 15 anos, porém um casamento muito perturbado, com traições, brigas e etc. Eu tinha muitos sentimentos, pensamentos confusos, e o que mais me atrapalhava era o “Medo”. Medo de ouvir da minha família, “eu te falei, sabia que não ia dar certo”, medo de não conseguir me sustentar sozinha, pois ganhava pouco, medo de não me casar nunca mais, e ao contrário do meu medo o meu marido tinha segurança, sabia que eu não tinha coragem de ir embora, pois sempre aprontava e eu perdoava. Em 2008 conheci a Dra. Jatir, trocamos duas palavras e ela me convidou para fazer uma terapia em grupo, nunca me viu, muito menos sabia da minha vida, mas digo que ela foi um anjo. Fui até seu consultório e ela me apresentou a JHIPP, uma terapia em grupo, eu aceitei e ela marcou o dia para começar. Mudou a minha vida, no final dos 7 dias de terapia e as sessões do DOS, a hipnose, as terapias que fazíamos com o grupo, posso dizer pra vocês que nasceu outra pessoa, me sentia super bem, feliz, a auto estima em alta, emagreci, me senti leve, livre para voar, e vocês devem estar se perguntando e o medo? E eu respondo, que medo? Já não sabia mais o que era isso. Pedi o divórcio e fui viver a minha vida nova, fui atrás de ser feliz. Meus patrões aumentaram o meu salário, e depois de 7 meses casei de novo. Hoje vivo feliz, sem medo e sem nenhum sentimento que possa atrapalhar a minha vida.” Dani
“Até 2011, vivi momentos muito difíceis relacionados com problemas físicos e psicológicos. Pesava 86 kg, tomava medicamentos para a pressão alta, para controlar o colesterol, para dormir e para a atividade sexual. Vivia ansioso, complexado e sem alegria. Em junho de 2011 tive conhecimento da existência da Drª Jatir Schmitt, telefonei e marquei uma consulta para obter informações. Iniciei a terapia pela reeducação dos meus hábitos alimentares e controlo da ansiedade. Durante seis meses fiz a terapia regularmente. Para além da sessões terapêuticas também obtive benefícios da terapia de Biofeedback DOS. Atualmente, passado 2 anos, peso 70 kg, deixei de tomar a maior parte dos medicamentos, tenho uma atividade sexual boa sem necessidade de remédios, readquiri a alegria de viver e sou feliz. Concluo este testemunho que gostava que fosse público, dizendo de forma sentida, muito obrigado Drª Jatir.” Roberto Pereira
“Paciente do sexo feminino, 49 anos, licenciada, dona de casa, 3ª filha de uma prole 7, casada há 23 anos, marido médico, vida familiar equilibrada. Usa antidepressivos, medicamentos para insónia, enjoo, pressão arterial e taquicardia há 5 anos. Relata que os seus principais medos são do escuro e dos pesadelos. Tem cefaleia, tonturas, palpitações, ansiedade, depressão, tensão, insónia pânico, perturbação estomacal, pesadelos, dificuldades de concentração, problema de memória, sentimento de inferioridade e não relaxa. Perdeu a mãe aos 12 anos em função dessa perda teve uma adolescência frustrante e muito triste. A Paciente considera seu estado muito severo. Consultou médicos, psicólogos, fez terapia floral, apometria e cursos de desenvolvimento pessoal em diferentes cidades sem resultado. Terapêutica: de 09 de junho a 30 de julho com 5 sessões individuais de acompanhamento psicoterápico e 1 sessão de regressão de idade; cinco encontros de psicoterapia de grupo; 10 sessões de Terapia com DOS e na continuação 1 sessão mensal durante 6 meses. Inicialmente houve diminuição do medo e da ansiedade. A partir da segunda sessão, relatou sentimento de bem estar geral com melhora progressiva a cada encontro. Após 60 dias permanecia uma leve tontura e sensação de náusea no carro em movimento. 6 meses após o início do tratamento sente-se bem, com remissão total dos sintomas e deixou de usar os medicamentos. Do resultado, a paciente após avaliação final após 10 meses do início do tratamento remeteu-nos o seu testemunho: “Estou muito bem e contente. Vivi muito tempo na escuridão. No final do ano comecei a viajar de transportes públicos para todos os lugares. Leio durante a viagem sem sentir nada daqueles desconfortos. Tenho-me sentido muito bem. Agora comecei a viver, a partir dos 12 anos só sobrevivi. O meu marido disse que agora vivo mesmo e tem-me incentivado. Retomei as aulas de violino, é gostoso e não sinto pressão como antes, é fácil aprender. Também consigo conversar mais com as crianças a quem ensino violino. Estou sem nenhum remédio e quando fico ansiosa consigo controlar com os exercícios de respiração. Nas viagens tomo ¼ para o enjoo só por desencargo de consciência. Agora quero trabalhar para ficar mais segura pois é tudo muito recente e como não tenho vivências anteriores às vezes falta-me conhecimento de vida”. Alice Freitas
“Meu nome é Cristina Teixeira, tenho 48 anos e apesar de já trabalhar com EFT em mim em muitas situações, há algo que continua ainda presente na minha memória e que eu não estava a conseguir chegar. Fiz uma consulta com Dr.ª Jatir e então surgiu luz para a minha situação. Tenho vivido desde infância numa situação de dor e sofrimento nunca podendo fazer nada na vida por estar sempre doente. Dr.ª Jatir então me ajudou a encontrar o caminho pois devido a ter vivido desde a infância presa pela minha mãe em casa, sempre controlando não podendo fazer nada nem ter amigos, eu fiquei a viver como numa prisão sem grades até hoje. EFT me trouxe a liberdade de movimentos recentemente fez muito por mim e o meu caso daria aqui um grande relatório. Mas hoje apenas quero agradecer porque durante a sessão com Dr.ª Jatir, acabou a minha prisão. Sou livre e posso voar. O sofrimento está desaparecer de vez da minha vida. Agora posso seguir o meu caminho, ganhar dinheiro, fazer o que quero e o que gosto, que por sinal hoje em dia é ser Terapeuta de EFT. Muita obrigada eternamente ao maravilhosos trabalho desempenhado por Dr.ª Jatir.” Cristina Teixeira
Marcações e Consultas – de Segunda a Sexta-feira das 10h às 20h