Revista Sábado – Como vencer a Fadiga Extrema


Lidar com expectativas
Há pessoas mais suscetíveis de se esgotarem emocionalmente.
Catarina Nunes, de 25 anos, era ansiosa e percebeu que tinha de pedir ajuda quando começou a acordar cansada. “Não tinha vontade para fazer o que quer que fosse” conta à SÁBADO.
Os sintomas começaram em 2017 quando se mudou de Coimbra para o Porto. “Surgiu uma oportunidade de trabalho e aceitei”, diz. Mas o contrato acabou por não ser assinado e Catarina bloqueou. “Não dormia bem. De manha acordava e perguntava-me: Vou levantar-me para quê? Não tenho nada para fazer. Sozinha, sem amigos, nem apoio familiar, passou dois meses isolada antes de recorrer a uma psicóloga.
Fez um programa de detox emocional e durante três semanas, quase todos os dias, realizou psicoterapia e exercícios de relaxamento. “Na terapia tentei conhecer-me melhor, identifiquei as minhas limitações e percebi o caminho que posso tomar.” Mas primeiro procurou dormir melhor. ” Cerca de 90 % 95 % das pessoas com problemas emocionais apresentam alterações do sono”, explica a psicóloga clínica Jatir Schmitt.
No programa procura-se a causa da insónia e trabalha-se a rotina e o ambiente para que o sono seja reparador. As principais queixas são o cansaço físico, fadiga cronica e tristeza. “São pessoas que deixaram de se preocupar consigo e só vivem para o trabalho”.
O objetivo do programa é retirar a carga emocional para que a pessoa seja capaz de gerir o stress. Catarina Nunes aprendeu a travar a ansiedade: “Agora oiço o meu corpo: se a respiração acelera, se me dói o estômago sei que estou a ficar ansiosa. Faço uns exercícios de respiração e quero os pensamentos negativos.”

Detox emocional
A psicóloga Jatir Schmitt criou um programa personalizado e intensivo de três semanas que usa técnicas como a hipnose para facilitar a mudança de estados emocionais e melhorar o sono. “Todos temos recursos de autocura, mas com a repetição de episódios traumáticos vamos perdendo a capacidade de nos reequilibrar.”

In Revista Sábado Nº 774 de 28-02-2019.

Partilhar