Come sem ter fome? Pode sofrer de compulsão alimentar

É comum a alimentação tornar-se no refúgio daqueles que sentem mais carências afetivas ou estão mais fragilizados emocionalmente. O sentimento de falta de amor e carinho muitas vezes é a causa da vontade de comer compulsivamente e da fome emocional.

Por outro lado, os problemas do dia-a-dia, tais como o desemprego, as contrariedades no relacionamento afetivo, as dificuldades de comunicação, as dificuldades em cumprir com a rotina diária, poderão contribuir para o mal-estar emocional.

Do mesmo modo, a falta de confiança em si mesmo, o medo de abandono, o sentimento de carência, a vergonha e a desvalorização pessoal influenciam o aparecimento das disfunções alimentares, sustentadas pelos problemas psicológicos, comportamentais, sociais e ambientais.

A sensação do vazio emocional que sentimos em vários momentos na vida, leva-nos a comer sem ter fome, simplesmente por carência. Nesses momentos, escolhemos quase sempre os alimentos que nos dão prazer, pois elevam a serotonina que aumentam a sensação de bem-estar.

Desde que nascemos e perante o nosso primeiro choro, a amamentação é a forma usada para nos tranquilizar. Aprendemos, assim, que o alimento é prazeroso e nos proporciona sensações de conforto, de tal forma que, nos momentos mais difíceis na vida, a alimentação pode ser um recurso usado para obtermos o aconchego, a alegria e a completação que nos falta.

Cuide das suas emoções, encontre novos hábitos saudáveis e aumente o seu bem-estar, sem recorrer à alimentação compulsiva!

Contacte-nos para marcar uma consulta informativa gratuita. As nossas consultas podem ser presenciais ou à distância (online).
consulte o nosso site para mais informações relativas ao excesso de peso.

0 0 vote
Article Rating
Partilhar
Subscrever
Notificação de
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments