Blog

Como aumentar a sua inteligência emocional

Durante muito tempo a inteligência foi tida como um requisito para muitos papéis na sociedade, afirmando-se que quanto maior a inteligência intelectual de uma pessoa maiores as suas perspetivas de futuro. Contudo algumas destas pessoas embora academicamente brilhantes, são socialmente e interpessoalmente inaptas. É por isso que atualmente se valoriza mais a capacidade de compreender e gerir os próprios sentimentos, assim como o dos outros. A isto chama-se inteligência emocional.

Segundo o psicólogo Daniel Goleman, as pessoas que possuem um elevado grau de inteligência emocional conhecem-se muito bem e são capazes de sentir as emoções dos outros.

Ao desenvolver a sua inteligência emocional, pode tornar-se mais produtivo e manter relações saudáveis pois a tomada de decisões é feita de forma consciente, evitando o arrependimento associado a atos impulsivos. Deste modo, entender os pilares da inteligência emocional e aprender a aplicá-los diariamente pode ajudá-lo a priorizar a energia e focar-se no que pode controlar.

Estas são as 5 qualidades humanas necessárias para desenvolver a sua inteligência emocional:

  • Conhecer as próprias emoções – observe como reage quando está a sentir certas emoções e como isso o afeta.

  • Controlar as emoções – ser capaz de gerir as suas emoções negativas é importante para equilibrar as suas reações e colocar-se no lado certo de cada situação. Isto fará toda a diferença entre estar em disfunção ou equilibrado.

  • Promover a resposta – o cérebro emocional responde de forma mais rápida aos acontecimentos do que o cérebro pensante pois, o gatilho emocional leva-o a expressar a emoção de maneira instantânea. Foque-se nas ações e tente perceber a diferença entre responder e reagir, percebendo como se sente para depois decidir como se quer comportar.

  • Cultivar a empatia e compaixão – aprender a reconhecer e entender os comportamentos e emoções do outro, pode torná-lo mais sensível e capaz de adequar as suas respostas ao mundo emocional dos outros.

  • Saber relacionar-se interpessoalmente – guiar as emoções dos outros promove um ambiente positivo à sua volta. Para além de melhorar a sua qualidade de vida, melhora também a daqueles que o rodeiam.

As inteligências intelectual e emocional são complementares e contribuem para o incremento da competência. A inteligência emocional é dinâmica e pode ser trabalhada e desenvolvida ao longo da vida. Construir o equilíbrio e autonomia necessita de algum investimento seu com vista a encontrar estratégias que facilitem a mudança. Gostaria de investir no seu crescimento pessoal? Abra os seus horizontes para novas oportunidades. Na Clínica PSIC dispomos de programas presenciais e à distância que podem auxiliar o seu desenvolvimento emocional. Saiba como através da consulta informativa gratuita e conheça as nossas modalidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fechar