Como deixar de fumar durante a pandemia? | Psic

Blog

como deixar de fumar durante a pandemia

Um dos principais fatores de risco da Covid-19 é o tabagismo, quer para contrair a doença, pois contribui na diminuição da imunidade, quer no agravamento da sintomatologia pulmonar.

O medo de contrair a Covid-19, ou de vir a sofrer da sua versão mais grave, levou muitos portugueses a deixar o tabaco, trocando-o por uma vida mais saudável.

Segundo um estudo, desenvolvido pela Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP), desde maio até ao início de julho de 2020, aproximadamente:

  • 13% de portugueses deixaram o tabaco
  • 20% reduziram a quantidade de cigarros diários – no total, cerca de 33% de pessoas melhoraram o seu consumo durante o período conturbado do primeiro confinamento

Por outro lado, quem continuou a fumar, registou um aumento do consumo, expectável devido aos níveis de ansiedade, depressão e incerteza que a pandemia intensifica.

 

4 fatores de risco do tabaco na covid-19

  • Maior risco de progressão para a doença grave
  • Maior risco de internamento em unidade de cuidados intensivos com necessidade de ventilação mecânica
  • Maior risco de infeção pelo contacto mão/boca repetido no ato de fumar (um fumador de 20 cigarros diários põe os dedos na boca cerca de 300 vezes por dia)
  • Maior risco de morte

As consequências falam por si e na falta de motivação para abandonar o tabaco, a Organização Mundial de Saúde (OMS) indica uma série de benefícios que podem ser percebidos ao longo do tempo e a partir do momento que deixa o vício:

  • Em 20 minutos, o ritmo cardíaco e a pressão arterial baixa
  • Em 12 horas, o nível de monóxido de carbono no sangue cai para o normal
  • De 2 a 12 semanas, a circulação sanguínea melhora e a função pulmonar aumenta
  • Entre 1 a 9 meses, a tosse e a falta de ar diminuem
  • Em 1 ano, o risco de desenvolver uma doença coronária cai para metade, em relação a um fumador
  • Em 5 anos, o risco de ter um acidente vascular cerebral é reduzido ao de um não fumador
  • Em 10 anos, o risco de cancro de pulmão cai para cerca de metade em relação a um fumador e o risco de cancro de boca, garganta, esôfago, bexiga, colo do útero e pâncreas também diminui
  • Em15 anos, o risco de doença cardíaca coronária é igual ao de um não fumador

 

Como deixar de fumar, ainda para mais, em plena pandemia?

Em primeiro lugar o fumador tem que querer e estar motivado para. Em segundo lugar, deve tomar a atitude e agir. Para que esta ação seja realmente eficaz a orientação é fundamental. Agora mais do que nunca, é hora de colocar a sua saúde em primeiro lugar – premeie os seus pulmões com a leveza da respiração, ao invés do aumento da probabilidade de um ventilador.

 

A Clínica PSIC pode ajudar a abandonar de vez este vício com o Programa Deixar de Fumar por hipnose, numa só sessão. São feitas sugestões positivas de mudança de hábitos diretamente à mente inconsciente, neutralizando a dependência emocional, o comportamento, a necessidade e o desejo de fumar são eliminados. Liberte-se de um hábito prejudicial à saúde e com impacto económico e social negativos, de forma natural, rápida e permanente. Contacte-nos para uma consulta informativa gratuita, online ou presencial.

 

Leia também:

6 formas de ajudar alguém a deixar de fumar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fechar