Como enfrentar os momentos difíceis? 5 dicas que podem ajudar

“Uma filha queixou-se ao pai sobre a sua vida e de como as coisas estavam tão difíceis – parecia que, assim que um problema estava resolvido, surgia outro.

O pai levou-a até à cozinha e encheu três panelas com água e colocou cada uma delas a ferver. Numa colocou cenouras, na outra colocou ovos e, na última, pó de café. Deixou que tudo fervesse, sem dizer uma palavra. Cerca de vinte minutos depois, ele desligou o fogão. Colocou as cenouras num prato, os ovos numa tigela e o café numa caneca.

E perguntou:
– Querida, o que estás a ver?
– Cenouras, ovos e café!

Pediu-lhe para experimentar as cenouras. Ela notou que as cenouras estavam moles. Então pediu-lhe para pegar num ovo e o partir. A filha assim o fez e depois de retirar a casca verificou que o ovo endurecera com a fervura. Finalmente, pediu-lhe que provasse um pouco do café. Ela sorriu ao experimentar o café com um aroma delicioso.

O pai explicou então que cada um dos alimentos tinha enfrentado a mesma adversidade, a água a ferver, mas cada um reagira de maneira diferente. A cenoura entrara forte, firme e inflexível. Mas depois de ter sido submetida à água, amoleceu e tornou-se frágil. Já os ovos eram frágeis, a sua casca fina tinha protegido o líquido interior, mas o seu interior tornou-se mais rijo. O pó de café, contudo, era incomparável, ele tinha mudado a água. 

  – Qual deles és tu? Quando a adversidade bate à tua porta, como respondes? És como a cenoura que parece forte, mas com a dor e a adversidade tornas-te frágil e perdes a força? Será que és como o ovo, que começa com um coração maleável? Mas depois tornas-te mais difícil e duro? A casca parece a mesma, mas estás mais amarga, com o coração e o espírito inflexíveis? Ou és como o pó de café, que quando as coisas correm mal, se torna melhor e muda a adversidade?”

E você? É como a cenoura, o ovo ou o café?

Possivelmente, já passou por momentos assim, em que se sentiu sobrecarregado, com vontade de parar tudo e de fugir, sem saber o que fazer e se deixou dominar pela adversidade. Nesta história, os alimentos lidaram de distintas formas com a mesma adversidade. No seu dia a dia, o mesmo acontece. Cada ser humano lida com a dificuldade de diferente forma, uns com menos sofrimento que os outros.

A dor não o deveria tornar mais frágil nem mais amargo, mas mais forte! É por isso que lhe deixamos 5 dicas que o podem ajudar a superar os momentos difíceis, com menos sofrimento.

  1. Aceite – fugir do problema e negá-lo só vai trazer mais sofrimento, por isso aceite a situação
  2. Distancie-se – observe a situação como se estivesse de fora
  3. Desfoque-se do problema – não se foque no problema e obtenha uma maior clareza do sucedido
  4. Foque-se na solução – dê a si o tempo que precisa, mas procure uma solução e entre em ação para ultrapassar a dificuldade
  5. Mude de perspectiva – veja a dificuldade como uma oportunidade de crescimento pessoal

Se gostou destas dicas, mas sente dificuldade em aplicá-las à sua realidade pessoal, podemos ajudar. A Clínica PSIC disponibiliza uma consulta informativa gratuita, em que lhe mostramos como podemos ajudar. As nossas consultas podem ser presenciais ou à distância (online).

Partilhar

2
Deixe um comentário

avatar
1 Comentar tópicos
1 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais comentado
Tópico de comentário mais quente
2 Autores de comentários
PSIC Psicologia IntegradaSusana m ferreira Silva Autores recentes de comentários

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscrever  
mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Susana m ferreira Silva
Visitante
Susana m ferreira Silva

Cinco dicas que uso desde sempre . Aceitar , olhar com outros olhos as advertências da vida e adaptar às circunstâncias..

PSIC Psicologia Integrada
Editor

Agradecemos o seu comentário que é bem-vindo!!!