Blog

Como evitar que as emoções façam mal ao coração

O coração é um órgão dinâmico ao qual dedicamos mais atenção e isso deve-se à sua extrema importância para o funcionamento do nosso organismo: comanda outros órgãos e vísceras, os vasos e o sangue e controla o suor. Tem também outras funções essenciais: é a nossa consciência – um órgão essencial para as nossas emoções, diretamente conectado com o cérebro através de milhares de feixes nervosos. É do nosso coração que saem as emoções mais autênticas e poderosas, tal como o amor e a euforia. As mesmas emoções que mal administradas podem provocar danos irreparáveis, como as doenças cardíacas.

Os problemas de coração são dos mais comuns entre a população portuguesa, podendo corresponder até 12 anos de vida perdidos. Podem ser decorrentes de desequilíbrios emocionais intensos e duradouros que se manifestam como a tristeza, ansiedade, stress, depressão, insónia, apatia, falta de memória, entre outros.

É importante pensar sobre a forma como encara a sua vida, como lida com as emoções negativas e de que modo incentiva as positivas. Questione se aquilo que sente e o que pensa está em harmonia ou se se permite sentir e expressar emoções. Este é o primeiro passo para a saúde do seu coração. Saiba como a PSIC pode ajudar neste passo, cuidando da sua saúde emocional

O bem-estar mental é um direito que deve estar ao alcance financeiro de todos. Se é estudante, está desempregado ou numa situação económica fragilizada, saiba como usufruir de preços ajustados à sua realidade em psic.com.pt/prosocial

Jatir Schmitt- Psicóloga Clínica

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fechar