Como nos adaptarmos às estações da mudança?

Seja pela forma como nos vestimos ou alimentamos em cada momento do ano, todos queremos melhorar o bem-estar e conviver melhor com as adversidades de cada estação.

E já reparou que nem sempre entendemos as nossas próprias mudanças, referentes à nossa natureza interna?
Se vestimos um casaco quando está frio, é normal que também nos devamos moldar para lidar com as nossas próprias estações de mudança, que têm impacto no corpo, nas emoções e nos hábitos, em geral. As circunstâncias mudam naturalmente ao longo dos ciclos de vida e se o nosso estado psicológico e comportamento estiverem em harmonia com esses ritmos da natureza, será mais fácil abraçar a mudança sem esforço, entendendo que as circunstâncias do momento são apenas temporárias.

Sabia que cada estação do ano está relacionada com uma transformação interna?

  • O Verão é a estação de recompensa, celebração e realização – traz oportunidade de expansão;
  • O Outono é época de sobrevivência, erros e problemas – traz a colheita dos frutos das nossas ações;
  • O Inverno é a estação para reflexão, hibernação e planeamento – traz autorreflexão e recolhimento;
  • A Primavera é a estação para aprendizagem, oportunidade e pensamento dinâmico – traz uma oportunidade de aprendizagem antes de nos abrirmos para o que é novo.

O tempo que levamos para progredir entre cada temporada é um reflexo do nosso estado de espírito e capacidade de adaptação às circunstâncias atuais.

Como nos podemos adaptar às estações de mudança?
As estações da vida existem para nos ensinar lições sobre nós próprios, sobre os outros e sobre a vida, ao mesmo tempo que nos ajudam a fortalecer a mente, a animar o espírito e fortificar a resiliência emocional diante das adversidades e oportunidades. Existem 3 passos essenciais para nos adaptarmos às estações de mudança:

  • Aceitar que tudo muda constantemente:

    Nada se mantém inalterado por muito tempo. Quando conseguimos algo, comemoramos e quando falhamos, reclamamos. Esses períodos ajudam a moldar o caráter e a pintar a tela da vida que ainda estamos a experimentar. Sem mudanças, nada disto seria possível.

  • Acreditar que problemas e oportunidades andam de mãos dadas:

    Naturalmente, criamos e fazemos a transição entre as quatro estações da vida como resultado da relação com o mundo. Isso significa que, a forma como interagimos com o ambiente, influencia diretamente o que readquirimos do mesmo, sejam eles problemas ou oportunidades.

  • Fazer sempre autorreflexão:

    Pensar em como a nossa vida mudou e se transformou ao longo do tempo, refletindo sobre os altos e baixos que experienciamos ao longo da vida.

A transição entre as estações da vida nem sempre é fácil. Pode ser necessário investir mais para que a mudança ocorra, principalmente se sentimos que o outono veio para ficar por tempo indeterminado. Se esta transição não se realizar de forma harmoniosa, corremos o risco de sabotar as nossas possibilidades de realização pessoal e de felicidade.

Se sente que algo o impede de avançar mais, está na hora de agir. Saiba que a PSIC disponibiliza um programa intensivo que auxilia na limpeza da carga emocional, a mudar comportamentos indesejados e potencializar o poder interno de decisão. Chamamos-lhe Programa de Detox Emocional Intensivo, dura habitualmente 3 semanas e pode ser feito presencialmente ou numa combinação de sessões presenciais e à distância. Contacte-nos para marcar uma consulta informativa gratuita.

0 0 vote
Article Rating
Partilhar
Subscrever
Notificação de
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments