“A culpa que sentia era tão arrebatadora que estava a entrar num estado de apatia, de raiva que me começaram a paralisar”

“Quero apenas deixar algumas palavras sobre o meu tratamento no consultório. Durante muito tempo adiei a minha ida a um psicólogo em prol dos estudos do trabalho e das dificuldades económicas. Quando finalmente decidi fazê-lo, sentia-me completamente esgotado, no meu limite. A pressão e a culpa que sentia era tão arrebatadora que estava a entrar num estado de apatia, de raiva que me começaram a paralisar. Definimos um tratamento com a duração de um mês com as técnicas que mais se adequavam ao meu caso e gradualmente fui sentindo melhorias, fui recuperando alguma calma e paz interior e consequentemente fui conseguindo por em perspetiva alguns dos aspetos que mais me perturbavam.
Entrei no consultório da Dr.ª Jatir com o peso do mundo nas costas, sem autoestima e com muitos receios sobre o futuro. Hoje, depois de terminar este processo, noto principalmente que aprendi a ser paciente e carinhoso comigo próprio, aceitar-me e a permitir pacificamente que as mudanças aconteçam, com tempo e dedicação, mas essencialmente com calma e em equilíbrio. Percebo que tenho um longo caminho a trilhar para atingir os meus objetivos, percebo também que vou ter de insistir para conseguir mudar vários aspetos da minha vida. Felizmente neste momento acredito que é possível mudar, é possível abandonarmos velhos hábitos que nos prejudicam e crescermos na direção que nos convier. Hoje sinto que tenho mais controle sobre a minha vida, dou mais importância à manutenção da nossa mente e espírito, seja através da meditação ou de outras técnicas que podem aprender no consultório. Finalmente para terminar, percebi que o meu equilíbrio e bem-estar depende mais de nós próprios do que das condições externas e que esta última frase não é de modo nenhum filosófica ou utópica…Vai ser este exercício de “equilibrismo” que me vai acompanhar ao longo da vida e que a meu ver faz toda a diferença, procurando não me aborrecer com aspetos sobre os quais não tenho qualquer controle.
Agradeço do fundo do coração a Drª Jatir por me ter indicado o caminho a percorrer para atingir o que todos queremos no final, estar em paz.”

Marco