Blog

JANEIRO – Tomar Decisões

Certo dia uma mulher não conseguia decidir-se por qual das duas portas deveria sair de um aposento. Ambas as portas levavam ao mundo exterior. Após algumas horas de indecisão, a mulher foi empilhando mesas e cadeiras diante de uma das portas. Foram tanta as cadeiras e mesas que empilhou que caiu num sono profundo, de tanto cansaço.

No dia seguinte, ainda bem cedo, levantou-se e examinou o mesmo problema novamente. Uma das portas estava livre, mas a outra estava bloqueada por uma pilha de cadeiras e mesas. A mulher suspirou de alívio e disse: “Agora já não tenho escolha.”

Autor Desconhecido

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fechar