Menstruação ou depressão?

Sabia que uma depressão se pode esconder atrás dos distúrbios pré-menstruais? É comum ouvirmos comentários (normalmente sexistas) sobre a forma como a menstruação pode afetar a saúde mental, mas esta é uma área que merece maior destaque. A Clínica PSIC responde a 4 questões frequentes sobre os distúrbios pré-menstruais.

O que são distúrbios pré-menstruais?

Os distúrbios pré-menstruais apresentam sintomas que ocorrem uma a duas semanas antes da menstruação e que melhoram após o início da mesma. Os distúrbios mais frequentes são a Tensão Pré-Menstrual (TPM) e a Perturbação Disfórica Pré-Menstrual (PDPM).

Quais as causas dos distúrbios pré-menstruais?

Os distúrbios pré-menstruais resultam maioritariamente da oscilação hormonal durante o ciclo menstrual. Estas variações podem afetar os níveis de neurotransmissores que regulam o humor, como a serotonina. As pessoas que sofrem de TPM ou PDPM são mais sensíveis aos efeitos dessas hormonas, muitas vezes devido a uma predisposição genética ou pelo estilo de vida que pode potencializar as alterações oriundas das flutuações hormonais.

Quais os sintomas destes distúrbios?  

A TPM e a PDPM abrangem mais de 150 sintomas! Isto quer dizer que, de uma maneira geral, variam de pessoa para pessoa. No entanto, os mais comuns são:

  • Sintomas emocionais – ansiedade, depressão, irritabilidade, dificuldade de concentração, distúrbios do sono.
  • Sintomas físicos – inchaço abdominal, dor de cabeça, dor nos músculos ou articulações, seios doloridos, fadiga, ganho de peso, aumento do apetite.

A retenção de líquido, sentida neste período, também pode afetar o cérebro, gerando edema e causando dores de cabeça.

A TPM e a PDPM compartilham muitos dos mesmos sintomas. Porém, o PDPM acarreta mudanças de humor mais severas e debilitantes, que podem afetar a qualidade de vida.

 

Os sintomas da PDPM que mais se destacam* são:

  • Alterações de humor extremas ou crises de choro repentinas
  • Raiva ou irritabilidade excessiva ou aumento dos conflitos interpessoais
  • Humor deprimido, desesperança ou auto-reprovação
  • Tensão, ansiedade e/ou sensação de excitação ou de estar enervada

Qual o tratamento para os distúrbios pré-menstruais?

É importante referir que os distúrbios pré-menstruais são um assunto sério e merecem a devida atenção, devendo evitar-se a tendência para generalizar (e desvalorizar) sintomas e para a automedicação.

O PDPM é um tipo de depressão cíclica e, como tal, deve procurar soluções de longo termo e evitar soluções temporárias – que somente mascaram o problema, condicionam o organismo a deprimir e podem tornar o caso crónico.

Nos quadros leves e moderados de PDPM, a atenção psicológica é importante no tratamento preventivo e curativo dos estados depressivos, oriundos das alterações hormonais, equilibrando os estados emocionais e a melhorando a sua qualidade de vida. A Clínica PSIC estabelece um programa singular com estratégias terapêuticas eficazes na regulação das emoções, fornecendo recursos para uma atitude consciente, domínio das emoções e equilíbrio na vida. Aproveite para marcar uma Consulta Informativa GratuitaMens, onde poderá tirar as suas dúvidas e conhecer as nossas modalidades. As consultas podem ser presenciais ou à distância.

 

 

*Fonte: Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais – DSM V.

Partilhar