O amor próprio é …

O amor próprio é …

A história por trás do dia dos namorados está ligada ao Imperador Cláudio II que desenvolveu uma obsessão em criar um exército cada vez maior e mais forte. Assim, proibiu os matrimónios, para que os jovens soldados se concentrassem na vida militar e não construíssem laços familiares. Diz-se que o bispo Valentim, estava entre aqueles que discordavam desta ordem do imperador e continuou a celebrar casamentos em sigilo. Porém, não tardou muito para que fosse descoberto e condenado à morte.

A força e coragem que São Valentim demonstrou ao contrariar as ordens de um imperador, assemelha-se à força necessária para encontrar um amor verdadeiro que muitas vezes se encontra suprimido, o amor próprio. Para resgatar este amor precioso também será necessário lidar com imperadores, neste caso os imperadores da sua vida.

  • Porque é que o amor próprio é essencial numa relação?

Ter amor próprio é essencial para criar e manter laços afetivos saudáveis e embora cultivar o amor próprio possa ser um desafio, esse processo vai ajudá-lo a fazer boas escolhas e a conquistar a sua paz interior, sem procurar que o outro preencha o vazio que compete ao amor próprio.

Deste modo, se achar que tem pouco valor, torna-se difícil valorizar ou manter uma relação recíproca pois, inicialmente, o amor do outro pode dar a impressão de preencher a falta de amor próprio. Com o tempo, essa ilusão fruto da paixão dissipa-se.

A falta de estima por si pode, inclusive, levá-lo a pedir um amor incondicional e essa busca, fará com que teste o amor do outro constantemente, na incerteza de ser verdadeiramente amado. Esses testes ao amor, podem acabar por sabotar a plenitude da sua relação.

  • O que acontece na ausência de amor próprio?

A ausência de amor próprio pode conduzi-lo a sintomas depressivos. Pode inclusive levá-lo a idealizar em excesso o amor, fazendo com que eleve as suas expetativas acerca das suas relações. Essa carência de afeto pode fazer com que se sinta sempre insatisfeito, dentro da sua relação. A falta de amor próprio pode dificultar a criação e manutenção de vínculos verdadeiros com as pessoas, mas também pode gerar:

  1. Sentimento de inferioridade
  2. Instabilidade emocional
  3. Excesso de crítica e insatisfação
  4. Sentimento de culpa

Note que as relações espontâneas e verdadeiras dependem de si – estão ligadas à própria aceitação de si e à sua autoestima.

  • O amor próprio pode ser construído?

Como o amor próprio é a base da autoestima, ter amor próprio faz com que as suas ações estejam voltadas para a promoção do bem-estar, felicidade e satisfação de si mesmo. Quando essa base está em falta, as suas relações são afetadas pela falta de confiança, pelas dúvidas ou insegurança que geram relações frustradas.

Muitas vezes, pode querer gostar de si, mas ser difícil encontrar uma maneira de o fazer. Deixamos-lhe três dicas que o vão ajudar a perceber como se processa a construção do amor próprio.

Dica #1: Procure compreender que a falta de amor próprio tem raízes antigas e que, por trás desse sentimento, há uma história de desafetos que podem incluir abandono ou outros traumas.

Dica #2: Comece por procurar entender a sua história de vida, aprender com ela e aceitá-la. Por mais consciente que esteja, acerca das vantagens de gostar tanto de si como das outras pessoas, é difícil fazer isso sem realizar um trabalho pessoal.

Dica #3: O seu conceito de amor deve evoluir, de modo a entender que dar afeto não é o mesmo que sacrificar-se pelo outro. Quando aprender a amar-se de verdade, conquistará a admiração por si mesmo que o fará agir em prol do bem-estar. Acredite, essa evolução transparece.

As dicas acima apresentadas estão enquadradas na psicoterapia, um processo inicial ou indicado para continuidade após o Programa Detox Emocional. A psicoterapia ajuda a ampliar as suas competências pessoais e contribui para restaurar os recursos emocionais internos. Pode trazer melhorias diretas no seu ânimo e bem-estar, assim como na construção da autoestima. Começar por resgatar o amor próprio pode ser o caminho para encontrar o amor verdadeiro.

Partilhar

Deixe um comentário

avatar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscrever  
Notificação de