https://www.psic.com.pt/

Blog

Preguiça como mudar

Preguiça – como mudar? Falamos da preguiça de forma leviana, como se se tratasse apenas de uma característica inata à pessoa, mas a preguiça pode ser um indicativo de que algo merece um cuidado especial.

Perceba o que acontece na história a seguir:

“Esta é uma história sobre quatro pessoas: Toda a Gente, Alguém, Qualquer Um e Ninguém.
Havia um grande trabalho a ser feito e Toda a Gente tinha a certeza de que Alguém o faria.
Qualquer Um poderia tê-lo feito, mas Ninguém o fez.
Alguém zangou-se porque era um trabalho de Toda a Gente.
Toda a Gente pensou que Qualquer Um poderia fazê-lo, mas ninguém imaginou que Toda a Gente deixasse de fazê-lo.
Ao final Toda a Gente culpou Alguém quando Ninguém fez o que Qualquer Um poderia ter feito.”

Autor desconhecido

A preguiça pode ser boa…

Curiosamente, Bill Gates dizia “Se tiver que escolher alguém para fazer um trabalho, vou escolher um preguiçoso, pois arranjará uma forma mais fácil de o fazer”. Se usada como uma oportunidade para recarregar energias, a preguiça é saudável e necessária. Trata-se de um momento para si, uma pausa para a sua mente e corpo.

… e a preguiça pode ser prejudicial?

A preguiça não é uma doença, mas em muitos casos contribui para o desenvolvimento de outras patologias como a queda de energia vital, depressão e fadiga crónica, por exemplo. Para além disso, a preguiça pode ser prejudicial se existirem estes sinais indicadores:

  • Isolamento social
  • Dificuldade em manter relacionamentos
  • Sedentarismo
  • Falta de motivação

Qual é a cura para a preguiça?

  • O exercício físico faz com que o músculo ganhe um aumento das mitocôndrias que produzem mais energia e asseguram um melhor desempenho. Aumenta o vigor do coração que ganha competência para enviar sangue para o corpo e melhora os pulmões possibilitando uma respiração em pleno.
  • Uma dieta mais saudável.
  • O respeito por rotinas para ter uma boa qualidade de sono.
  • O convívio com pessoas alto astral, motivadas, focadas e positivas.

 

Quando o modo de vida é inadequado e estas sugestões são insuficientes, é necessário procurar ajuda profissional. Na Clínica PSIC identificamos os tipos de preguiça, como a inércia, as crenças limitantes e o evitamento e ajudamos a eliminar as barreiras, desenvolver comportamentos adaptativos e a adotar ferramentas que o vão auxiliar a manter uma vida mais ativa, saudável e feliz. Para saber mais, entre em contacto connosco e agende uma consulta de avaliação, online ou presencial.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fechar