Que tal acabar com o seu sofrimento?

Certa vez um homem viajava e ao perceber que estava com pouco combustível, parou numa estação de serviço para atestar o carro. Enquanto abastecia observou que um senhor estava sentado tranquilamente numa cadeira em frente à loja da estação de serviço. Ao lado da loja estava um cão que chorava, uivava, gemia, gania …
Após atestar o carro enquanto se dirigia ao caixa, passou pelo senhor incomodado e curioso e perguntou?

– O senhor está a ouvir os lamentos do cão?
– Estou sim! Respondeu calmamente.
– Porque é ele que chora tanto?
– Ah! É porque está deitado numa tábua que tem um prego para cima.
– E porque ele não muda o lugar para se deitar?
– Certamente o prego o magoou o suficiente para ele chorar, mas não o suficiente para ele mudar.

É comum que o ser humano experiencie diferentes emoções: alegrias, tristezas, contrariedades… e sofrimento. Ora a vida corre bem, ora surgem obstáculos. Obstáculos naturais que a vida impõe. Então como sobreviver ao sofrimento desnecessário?

Assim como no mundo animal, talvez seja uma dessas pessoas que passa por dificuldades que lhe causam imenso sofrimento e que sente que é difícil mudar.

Só para começar, que tal sair de cima do prego?

Comece por refletir acerca dos seus desconfortos e das suas constantes reclamações e aquilo que faz para superar e resolver o motivo das suas dificuldades. Que tal ponderar sobre as suas reclamações e sobre o pouco que tem feito com o intuito de as resolver?

Ao menor desconforto, pare! Comece por aceitar que sofre, permita-se digerir e assimilar o que está a acontecer. Depois, analise a situação e crie alternativas diferentes que lhe forneçam condições para uma mudança segura.

Abra os seus horizontes para novas oportunidades! Na Clínica PSIC dispomos de programas – presenciais e à distância – de detox emocional intensivo de 3 semanas – para o ajudar a libertar-se das emoções negativas e abraçar a vida com outra energia. Saiba mais aqui. ou contacte-nos para marcar uma consulta informativa gratuita. As nossas consultas podem ser presenciais ou à distância (online).

Partilhar