Como nos adaptarmos às estações da mudança?

Seja pela forma como nos vestimos ou alimentamos em cada momento do ano, todos queremos melhorar o bem-estar e conviver melhor com as adversidades de cada estação.

E já reparou que nem sempre entendemos as nossas próprias mudanças, referentes à nossa natureza interna?
Se vestimos um casaco quando está frio, é normal que também nos devamos moldar para lidar com as nossas próprias estações de mudança, que têm impacto no corpo, nas emoções e nos hábitos, em geral. As circunstâncias mudam naturalmente ao longo dos ciclos de vida e se o nosso estado psicológico e comportamento estiverem em harmonia com esses ritmos da natureza, será mais fácil abraçar a mudança sem esforço, entendendo que as circunstâncias do momento são apenas temporárias.

Sabia que cada estação do ano está relacionada com uma transformação interna?

  • O Verão é a estação de recompensa, celebração e realização – traz oportunidade de expansão;
  • O Outono é época de sobrevivência, erros e problemas – traz a colheita dos frutos das nossas ações;
  • O Inverno é a estação para reflexão, hibernação e planeamento – traz autorreflexão e recolhimento;
  • A Primavera é a estação para aprendizagem, oportunidade e pensamento dinâmico – traz uma oportunidade de aprendizagem antes de nos abrirmos para o que é novo.

O tempo que levamos para progredir entre cada temporada é um reflexo do nosso estado de espírito e capacidade de adaptação às circunstâncias atuais.

Como nos podemos adaptar às estações de mudança?
As estações da vida existem para nos ensinar lições sobre nós próprios, sobre os outros e sobre a vida, ao mesmo tempo que nos ajudam a fortalecer a mente, a animar o espírito e fortificar a resiliência emocional diante das adversidades e oportunidades. Existem 3 passos essenciais para nos adaptarmos às estações de mudança:

  • Aceitar que tudo muda constantemente:

    Nada se mantém inalterado por muito tempo. Quando conseguimos algo, comemoramos e quando falhamos, reclamamos. Esses períodos ajudam a moldar o caráter e a pintar a tela da vida que ainda estamos a experimentar. Sem mudanças, nada disto seria possível.

  • Acreditar que problemas e oportunidades andam de mãos dadas:

    Naturalmente, criamos e fazemos a transição entre as quatro estações da vida como resultado da relação com o mundo. Isso significa que, a forma como interagimos com o ambiente, influencia diretamente o que readquirimos do mesmo, sejam eles problemas ou oportunidades.

  • Fazer sempre autorreflexão:

    Pensar em como a nossa vida mudou e se transformou ao longo do tempo, refletindo sobre os altos e baixos que experienciamos ao longo da vida.

A transição entre as estações da vida nem sempre é fácil. Pode ser necessário investir mais para que a mudança ocorra, principalmente se sentimos que o outono veio para ficar por tempo indeterminado. Se esta transição não se realizar de forma harmoniosa, corremos o risco de sabotar as nossas possibilidades de realização pessoal e de felicidade.

Se sente que algo o impede de avançar mais, está na hora de agir. Saiba que a PSIC disponibiliza um programa intensivo que auxilia na limpeza da carga emocional, a mudar comportamentos indesejados e potencializar o poder interno de decisão. Chamamos-lhe Programa de Detox Emocional Intensivo, dura habitualmente 3 semanas e pode ser feito presencialmente ou numa combinação de sessões presenciais e à distância. Contacte-nos para marcar uma consulta informativa gratuita.

Partilhar

5 Sugestões para facilitar a mudança

Todos nós em algum momento da nossa vida precisamos de fazer mudanças, mas quantos de nós conseguimos efetivamente ter a coragem e a resiliência necessárias para sair da nossa zona de conforto? A realidade é que a mudança é difícil, assustadora e requer esforço.

Se precisa de mudar algo na sua vida, saiba que a mudança começa em si mesmo e que é um processo que irá despoletar em si novas facetas, habilidades e emoções que terá de deixar para trás. Deixamos-lhe 5 sugestões para facilitar o processo de mudança:

1. DEIXE OS FILMES DE TERROR – irá descobrir em si uma capacidade extraordinária de realizar na sua mente os filmes mais aterradores. Sugestão: Mude o filme, analise a mudança desejada com todos os seus recursos e possíveis limitações e com tranquilidade, projete um novo filme possível de alcançar e com um final feliz.
2. PERCEBA QUE A PERFEIÇÃO É SÓ UMA ILUSÃO – irá constantemente esperar pelo momento perfeito para mudar, aquele momento onde irá ter todas as condições necessárias para poder avançar com segurança e determinação. A verdade é que o tempo vai passar e esse momento tão perfeito não vai aparecer, porque a perfeição é apenas uma ilusão. Sugestão: Esqueça a perfeição, pense na sua determinação, resiliência, coragem e ambição porque é delas que precisa para conseguir mudar. Lembre-se feito é melhor que perfeito!
3. PÁRE DE PROCURAR CULPADOS – irá começar a culpabilizar tudo e todos, nada nem ninguém irá escapar. Culpamos os outros, a família, os amigos, o chefe, o casamento, o país em que vivemos, nós próprios, etc… e tudo isto à velocidade da luz. Sugestão: Faça esta pergunta a si mesmo – “Para quê, adianta alguma coisa?”. Livre-se de todos esses culpados e avance.
4. ABANDONE O PAPEL DE VÍTIMA – irá constantemente queixar-se de tudo, como forma inconsciente de pedir a atenção, carinho e amor do outro através de uma representação vitimizada e distorcida da realidade. Sugestão: Escolha representar outra personagem, passe a representar um líder com toda a sua determinação e assertividade, será muito mais fácil para si alcançar a mudança.
5. ABANDONE O MEDO – irá ter medo, todos os seus medos irão aparecer: medo do fracasso, de não ser capaz, medo de desiludir os outros, etc… A verdade é que é natural ter medo pois ele é protetor, porém o seu excesso impede-nos de avançar e perceber o que está por detrás dele. Sugestão: Se o seu medo o impedir de avançar talvez seja o momento de procurar ajuda. É hora de agir e lutar por si!

A mudança é difícil, mas possível! Se desta vez quer mesmo mudar, só precisa de ser resiliente e enfrentar com toda a sua força, energia e motivação os próximos dias que virão. Saiba que na PSIC podemos ajuda-lo neste processo e juntos aumentaremos a probabilidade de vir a ser bem-sucedido na mudança que deseja alcançar!

Já agora, uma 6ª sugestão: não seja como o sapo fervido! Leia mais sobre este resistente à mudança aqui.

 

 

 

 

 

 

Jatir Schmitt- Psicóloga Clínica

Partilhar