Como enfrentar a depressão

Quando sintomas como maior suscetibilidade à frustração, impaciência, desânimo, falta de energia e tristeza constantes se tornam muito frequentes e prolongados, é provável que se encontre perante uma depressão. Neste contexto, é natural que sinta que tudo ao seu redor lhe é indiferente, que nada tem importância e que perdeu todo o seu valor.

O  acompanhamento psicológico é fundamental para conseguir enfrentar as causas da depressão, os conflitos internos e o sofrimento pessoal. Durante o processo psicoterapêutico, são trabalhadas estratégias psicológicas que o ajudam a sair do autoabandono, a eliminar o sentimento de autoanulação, a ultrapassar as dificuldades e extinguir o sofrimento e com isso priorizar-se e a melhorar a qualidade de vida.

Leia também:

Na PSIC, a consulta de psicologia é uma intervenção individual e confidencial, permitindo que ocorra um restabelecimento emocional, uma mudança nos seus comportamentos e/ou crenças, que o façam ter um novo olhar do mundo e de si mesmo. Saiba como podemos ajudar no tratamento da depressão e contacte-nos para marcar uma consulta informativa gratuita. As nossas consultas podem ser presenciais ou à distância (online).

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=jpH0RfWGTZQ

Partilhar

Estas são as 6 causas mais comuns para a depressão

A depressão afeta os pensamentos, comportamentos, sentimentos e o bem-estar da pessoa, causando sintomas como ansiedade, tristeza, preocupação, sentimento de inutilidade e vazio. Mas o que provoca esta doença psicológica e este estado de melancolia? Estas são as 6 causas mais comuns da depressão:

  • Acontecimentos inesperados
    As situações inesperadas como por exemplo luto, divórcio ou perda de um emprego podem precipitar a depressão. Quando ocorrem, é natural que as pessoas demorem algum tempo até serem capazes de aceitar o acontecimento. No entanto, algumas pessoas, são incapazes de lidar com os acontecimentos sozinhas e por isso ficam fragilizadas emocionalmente. Em casos mais graves, além de ficarem com humor deprimido severo, deixam de conseguir realizar as atividades de vida diárias.
  • Situações angustiantes
    Fatores como a solidão, ausência de amigos ou familiares, saudade, stress constante, preocupações ou o facto de estar fisicamente esgotado, podem originar a depressão.
  • Doença física
    As doenças físicas que possam colocar em causa a vida e sobrevivência da pessoa, tais como: o cancro, tuberculose, HIV, doenças cardíacas, fadiga crónica, deficiência de nutrientes, sistema imunológico enfraquecido, doenças crónicas e/ ou prolongadas podem levar ao desenvolvimento da depressão.
  • Personalidade
    Algumas pessoas são mais vulneráveis à depressão do que outras. Isto pode dever-se aos nossos genes, às nossas experiências nos primeiros anos de vida ou ambos. O ambiente em que crescemos e onde estamos inseridos, também pode interferir com a nossa personalidade e com a forma como encaramos as situações da vida.
  • Álcool
    Consumir uma elevada quantidade de álcool regularmente pode contribuir para o desenvolvimento da depressão.
  • Genética
    Existem famílias, com casos em que a depressão é uma doença crónica, e por esse motivo, há uma grande probabilidade de ser transgeracional, ou seja, se um dos pais esteve gravemente deprimido, há uma maior probabilidade do filho ficar igualmente deprimido numa dada fase da vida.

Estas são algumas das causas que contribuem para que as pessoas permaneçam em ciclos intermináveis de tristeza profunda, sentimentos de desamparo, medo e mágoa. Muitas pessoas sentem-se incapazes de sair desse estado e desistem de si mesmas.

Se está a passar por esta situação ou se conhece alguém próximo a si, a ajuda profissional é aconselhável e urgente para ultrapassar algumas destas causas, que estão a limitar o seu bem-estar e liberdade para ser feliz. Saiba como podemos ajudar no tratamento da depressão e contacte-nos para marcar uma consulta informativa gratuita. As nossas consultas podem ser presenciais ou à distância (online).

Partilhar

Teste: sente-se com depressão?

Estes são os 15 sinais de alerta para uma depressão que podem ocorrer de forma sucessiva no dia-a-dia. Assinale os sintomas com os quais se identifica e saiba se estará a atravessar uma depressão.

  1. Tristeza, ansiedade ou “vazio” persistente;
  2. Desesperança e pessimismo;
  3. Sentimento de culpa, de inutilidade e de desamparo;
  4. Dificuldade de atenção, concentração e memória;
  5. Perda de interesse na vida;
  6. Incapacidade de retirar prazer da vida;
  7. Dificuldade em tomar decisões e lidar com situações do dia-a-dia;
  8. Sensação de cansaço, exaustão, inquietação e agitação;
  9. 9. Alterações de sono: acordar muito cedo ou dormir demais;
  10. Perda de apetite e peso ou ganho de peso;
  11. Perda de interesse pela vida sexual;
  12. Dores de cabeça, problemas digestivos ou dor crónica sem causa física;
  13. Perda de autoconfiança;
  14. Afastamento de outras pessoas;
  15. Ideias suicidas e/ou tentativa de suicídio.

Se assinalou 5 ou mais sintomas ou se conhece alguém que está a experienciar estes sintomas, a ajuda profissional é aconselhável e urgente.
Saiba como podemos ajudar no tratamento da depressão e contacte-nos para marcar uma consulta informativa gratuita. As nossas consultas podem ser presenciais ou à distância (online).

Leia também este testemunho: Depressão, medo e ansiedade

“Decidi procurar ajuda porque me sentia sem energia e com pouca motivação para as coisas do dia-a-dia. Esperava que o programa de tratamento me ajudasse a ser uma pessoa mais feliz e satisfeita com a vida. Durante o tratamento com o DOS e com o acompanhamento da Dra Jatir senti que a minha vida ganhou nova energia e aprendi a lidar com os medos que até então tentava não trazer à luz do dia. O tratamento permitiu-me tomar consciência dos meus medos e dessa forma, através de técnicas que aprendi, poder trabalhá-los de forma a que passem a fazer a pessoa que sou sem me bloquearem e limitarem a minha vida. Aconselho a quem precisa de reencontrar que procure a ajuda da Dra Jatir, que nos guia no conhecimento de nós próprios e nos dá ferramentas para que nos tornemos autónomos na busca de bem-estar.” M.P.

Outros testemunhos em https://www.psic.com.pt/testemunhos/

Partilhar

Como é que a Tristeza pode mudar a sua vida?

A Tristeza é a emoção que ativa o processo psicológico que nos permite superar perdas, deceções ou fracassos. Quando nos sentimos tristes e estamos a interiorizar a nossa dor, tendemos a isolarmo-nos e a criar pensamentos negativos sobre nós e sobre o problema.

Ao aceitarmos a tristeza permitimos que se inicie um processo de consciencialização da realidade que vivemos. Tornamo-nos mais aptos para modificar os nossos pensamentos e sentimentos negativos, substituindo-os e transformando a situação vivida. Desta forma, contribuímos para que haja um reajuste do nosso comportamento de acordo com a nova realidade.

Caso perceba que está com mais dificuldades em lidar com as suas emoções, este é o momento certo para recomeçar. Cuide mais de si e do seu bem-estar. Pense mais na sua qualidade de vida e invista na sua saúde!

Contacte-nos para marcar uma consulta informativa gratuita. As nossas consultas podem ser presenciais ou à distância (online).

Leia também: 6 Dicas para ser Feliz mais vezes

6 Dicas para ser Feliz mais vezes

6 Dicas para ser Feliz mais vezes

Partilhar

Depressão ou apenas tristeza?

A tristeza e a depressão são frequentemente associados e confundidos. Mas afinal, qual é a diferença? Conhece os sintomas que distinguem a tristeza da depressão?

Tristeza

  • Este sentimento tem uma causa, algum acontecimento inesperado, uma perda, etc.;
  • É um sofrimento menos intenso;
  • Com o tempo vai diminuindo de intensidade e frequência;
  • É uma reação típica do ser humano;
  • Não causa limitações graves funcionais;
  • Reage perante estímulos positivos.

Depressão

  • É uma doença que pode ter uma causa genética, traumática, situacional ou aprendida;
  • Caracterizada pelo sofrimento intenso;
  • É uma patologia que necessita de acompanhamento de profissionais da saúde;
  • Causa implicações no dia-a-dia, nomeadamente agitação ou retardo psicomotor;
  • Necessita de tratamento urgente, pois a tendência é o agravar dos sintomas;
  • Não reage perante estímulos positivos;
  • Dificuldade de pensar e de se concentrar;
  • Pensamentos negativos sobre si mesmo, o mundo e o futuro;
  • Diminuição da líbido;
  • Perda de energia ou fadiga;
  • Diminuição ou aumento do apetite;
  • Alteração do sono.

Todos nós vivenciamos momentos de tristeza e todos os encaramos de forma diferente. Porém, quando estes momentos de tristeza se tornam intensos e prolongados, podem prejudicar a nossa vida pessoal, social, familiar e profissional.

Se sente que estes sintomas já perduram há algum tempo e cada vez se tornam mais intensos, interferindo com o seu bem-estar e com o seu dia-a-dia, a PSIC pode ajudar a superar o seu sofrimento. Contacte-nos para marcar uma consulta informativa gratuita.. As nossas consultas podem ser presenciais ou à distância (online).

Saiba mais sobre como podemos ajudar no tratamento da depressão aqui.

Partilhar