Blog

Tudo o que deve saber sobre teletrabalho e a saúde emocional

O teletrabalho permite a proteção da nossa saúde e a saúde de todos e, simultaneamente, manter as organizações e a sociedade em funcionamento com as devidas limitações durante este período de crise. O isolamento social, por si só, é já uma situação que nos afeta psicologicamente. Acresce que o teletrabalho, para grande parte das pessoas, é uma experiência que se repete e para outras uma novidade que envolve um período de adaptação.

Assim, é importante compreender que é normal sentir dificuldades neste período e que existem várias formas de colmatar essa situação e preservar a saúde emocional.

 

7 ações para manter a sua saúde emocional no teletrabalho

 1 – Organize o seu espaço e ambiente de trabalho

Escolha e defina um espaço para trabalhar, se não tiver um escritório prepare uma divisão da casa que lhe permita ter algum silêncio.

Dica: tenha atenção às regras da ergonomia: adapte o seu ambiente de trabalho de forma a posicionar a secretária, cadeira, computador/monitor o mais próximo possível da realidade do seu posto de trabalho na empresa.

2 – Planeie o seu dia: estabeleça horários para trabalho, descanso e lazer

Planeie um ritual simples para começar e terminar o seu dia: mantenha o horário fixo de trabalho até à hora da refeição e/ou pausa.

Dica: se possível, no final do dia desligue os aparelhos e saia dessa divisão.

 3 – Defina objetivos e prioridades

Avalie o seu plano de trabalho, junto dos seus colegas e chefia, identifique quais as tarefas prioritárias e os prazos de entrega mais relevantes.

Dica: recorra a uma agenda e vá verificando o trabalho já feito. ComeMais Categorias e reconheça o seu êxito.

4 – Faça pausas ao longo do dia

Faça interrupções breves e beneficie em termos de descanso corporal, visual, mental e emocional.

Dica: a cada hora de trabalho, tire uns minutos para ir à janela/varanda apanhar ar.

5 – Movimente-se e mantenha uma alimentação saudável

No horário não laboral dedique algum tempo para atividade física e planeie e compre alimentos saudáveis.

Dica: faça da sua cozinha um momento de relaxamento confecionando refeições equilibradas.

6 – Adote estratégias para gerir da melhor forma a vida pessoal

Procure manter as rotinas e atividades diárias habituais. Se tiver filhos, converse com eles sobre os seus sentimentos e receios, explique-lhes o que se passa e tranquilize-os.

Dica: invista na troca de afetos através de massagens e abraços e incentive a expressão dos sentimentos através de brincadeiras, desenhos, colagens e modelagens.

7 – Invista no autocuidado e no humor

Procure fazer atividades que lhe proporcionem prazer, para gerir o stress e a frustração.

Dica: assista a filmes ou séries de comédia, relembre histórias engraçadas, leia, faça meditação, dance…

 

Porque deve seguir estas ações?

  • Investir nestas ações irá permitir um melhor desempenho das funções, um aumento da produtividade e um auxílio no cuidado da qualidade da sua vida laboral. Além disto, um maior foco e consequentemente, o evitamento do retrabalho e trabalho em excesso.
  • O dia tem 24 horas, portanto, é possível planear e organizar o seu tempo. Desta forma, poderá desligar do trabalho usufruindo, convenientemente, das suas horas de descanso, prevenindo o stress e a síndrome de burnout . Permite ainda, manter um equilíbrio entre o teletrabalho e a vida pessoal prevenindo conflitos familiares, o que contribui para um ambiente saudável no seu lar.
  • Cultivar uma rotina de autocuidado preserva a sua saúde física, mental e emocional. Isto ocorrerá pela contribuição que o exercício físico nos ocasiona: concentração, produtividade, energia e libertação da tensão. Aliado a isto, a boa alimentação que auxilia na memória, evita doenças, melhora o humor e reduz o cansaço. Este tipo de investimento, em nós, resulta como estratégia no combate à depressão, ansiedade, stress, tristeza e permitirá um bem-estar no trabalho e na vida em geral.

 

Quais são os sinais de alerta de que precisa de ajuda especializada?

  • Excesso de stress
  • Ansiedade
  • Nervosismo
  • Frustração
  • Dificuldades em dormir
  • Irritabilidade
  • Tristeza
  • Flutuação do humor
  • Revolta

 

Agora, mais do que nunca, precisamos de aceitar os desafios gerados pelo inevitável: as mudanças, o adaptar, a paciência e a persistência nisso, como sendo parte natural da vida atípica que vivemos. Sentir dificuldade em lidar com estes desafios é natural, mas não precisa de o fazer sozinho. Pode encontrar a serenidade e a motivação que precisa para dar o seu melhor em resposta à incerteza.

Assim sendo, se não conseguir pôr em práticas as sugestões referidas anteriormente e/ou sentir, persistentemente, os sinais de alerta, a Clínica PSIC pode ajudá-lo a identificar e eliminar as barreiras, a ampliar a capacidade no controlo das emoções e a desenvolver comportamentos adaptativos, de forma a cuidar e a preservar a sua saúde emocional.

 

Perto ou longe, podemos sempre ajudá-lo através de uma consulta informativa gratuita, online ou presencial.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fechar